Novos tufões avançam em direção ao Japão

Domingo, 20 out 2019 - 17h07
Por Maria Clara Machado
Mais dois tufões ganharam força no Pacífico asiático e produzem ventos acima de 120 km/h neste domingo, dia 20. O tufão Neoguri já avança ao largo das ilhas ao sul do Japão, uma semana depois do país enfrentar momentos catastróficos com a passagem do tufão Hagibis.

Imagem de satélite mostra o tufão Neoguri na altura das ilhas ao sul do Japão neste domingo, dia 20. Crédito: JTWC/SATOPS/Apolo11
Imagem de satélite mostra o tufão Neoguri na altura das ilhas ao sul do Japão neste domingo, dia 20. Crédito: JTWC/SATOPS/Apolo11

Tufão Neoguri
Neoguri é o tufão número 20 da temporada de 2019 e o segundo de outubro. Desta vez, ganhou força ao largo da costa leste das Filipinas.

Segundo a Agência Meteorológica do Japão (AMJ), os ventos máximos sustentados de Neoguri chegam a 120 km/h, na tarde deste domingo e o tufão segue lentamente pelo oceano na altura de Okinawa, com direção norte-nordeste.

Durante esta segunda-feira, o tufão Neoguri deve continuar pelo oceano contornando as outras ilhas até chegar pelo mar na altura de Kochi, no sudeste do Japão. Neoguri não deve penetrar em território japonês desta vez, de acordo com as projeções da AMJ.

Trajetória tufão Neoguri. Crédito: AMJ
Trajetória tufão Neoguri. Crédito: AMJ

Tufão Bualoi
O outro tufão batizado de Bualoi está bem mais afastado do Japão, no mar das Filipinas, mas deve se intensificar nos próximos dias.

Os ventos de Bualoi poderão alcançar os 140 km/h no decorrer desta segunda-feira, pelas projeções da AMJ e a tormenta poderá evoluir permanecendo muito forte entre a próxima terça e a quinta-feira. No final da semana, Bualoi poderá alcançar o leste do Japão pelo mar e a região estará na área de tempestades.

Trajetória tufão Bualoi. Crédito: AMJ
Trajetória tufão Bualoi. Crédito: AMJ

O Japão se recupera das chuvas torrenciais do tufão Hagibis que atingiram grande parte do centro-leste e nordeste do país no fim de semana passado. Quarenta e sete rios transbordaram e várias províncias foram arrasadas pelas inundações e deslizamentos, deixando um saldo de 74 mortos, 200 feridos e milhares de desalojados e desabrigados.




Painel Global 2009-2019
Todos os direitos reservados
Versão clássica
Política de Privacidade