Quarta-feira, 12 jun 2019 - 10h43
Por Maria Clara Machado

Barragem em Barão de Cocais continua em alerta nível 3

A Mina de Gongo Soco, em Barão de Cocais, permanece em nível máximo de alerta para rompimento, de acordo com as últimas informações divulgadas oficialmente pela Defesa Civil de Minas Gerais.

Crédito: Reprodução Google Maps
Crédito: Reprodução Google Maps

Informações repassadas pela Mineradora Vale à Defesa Civil de Minas Gerais no final de maio, são de um pequeno deslizamento do talude da calha existente na Mina de Gongo Soco, ou seja, de estruturas que compõe um degrau na parede da Mina. A porção que deslizou caiu direto na cava da Mina e não afetou a estrutura da barragem Sul Superior.

Desde que o nível de alerta foi elevado na Mina há mais de dois meses, os moradores da região vêm enfrentando tensão constante. O nível de alerta subiu para 2, em 8 de fevereiro, e toda a área mais próxima por onde a lama passaria em caso de rompimento da barragem, foi evacuada. No total, 443 pessoas e 3 mil animais foram retirados da região.

Para recordar, as sirenes de alerta já foram acionadas em Barão de Cocais algumas vezes e os moradores passaram por simulados de evacuação da região, entre 25 de março e 18 de maio. Eles moram na chamada Zona de Salvamento Secundária (ZSS).

O alerta nível 3 permanece desde o dia 22 de março, quando o risco de rompimento foi considerado iminente.

A Defesa Civil de Minas Gerais informa que monitora constantemente a região a fim de que a população local receba todas as orientações necessárias para sua segurança.


Acompanhe a situação na Mina de Gongo Soco, em Barão de Cocais (MG):

8 de fevereiro: nível de alerta sobe para 2

22 de março: nível de alerta sobe para 3

25 de março a 18 de maio: famílias passam por simulados de evacuação

31 de maio: permanece o nível de alerta 3





Links Úteis  |  Imprensa  |  Anuncie  |  Fale Conosco  |  Versão Celular  |   Política de Privacidade

Painelglobal.com.br - Todos os direitos reservados - 2008 - 2019