Segunda-feira, 8 jul 2019 - 10h46
Por Maria Clara Machado

Bombeiros combatem incêndio a 100 km de Atenas

O calor de 40°C que chegou a Grécia contribui para os incêndios florestais e preocupam autoridades em várias partes Europa desde início do verão.

Foto ilustrativa. Incêndio ocorrido em Lakonia, na Grécia, em janeiro de 2019. Twitter @amna newseng
Foto ilustrativa. Incêndio ocorrido em Lakonia, na Grécia, em janeiro de 2019. Twitter @amna_newseng

Bombeiros tentam controlar as chamas de um incêndio florestal que acontece desde o final da semana na ilha de Eubeia, a cerca de 100 km de Atenas. São 300 homens trabalhando, mas ainda existem vários focos ativos, segundo informações divulgadas pela imprensa internacional nesta segunda-feira, dia 8. Além do calor intenso, os ventos fortes estão dificultando o combate às chamas. Um homem foi detido, suspeito de atear as chamas.

No ano passado, a Grécia passou por um pesadelo e um grave incêndio deixou 101 vítimas fatais em uma zona costeira, próxima a capital.

Regiões da França e da Espanha já noticiariam incêndios florestais no último mês, coincidindo com a forte onda de calor observada a poucos dias do início da estação na Europa.

Novo estudo WWF
Embora as condições climáticas sejam fatores determinantes nestas situações, um estudo da WWF Espanha divulgado recentemente aponta que 40% das causas dos incêndios florestais na Espanha, França, Grécia, Itália, Portugal e Turquia, são causados pela atividade humana, resultado de negligência, acidentes ou intencionais. Menos de 10% teriam origem em causas naturais.

Mais de 224 mil hectares já foram consumidos pelo fogo na Europa este ano, quase quatro vezes mais que o mesmo período em 2018.





Links Úteis  |  Imprensa  |  Anuncie  |  Fale Conosco  |  Versão Celular  |   Política de Privacidade

Painelglobal.com.br - Todos os direitos reservados - 2008 - 2019