Sábado, 6 jul 2019 - 07h01
Por Rogério Leite

Poderoso terremoto de 7.1 atinge a Califórnia neste sábado

Um intenso terremoto de 7.1 magnitudes atingiu novamente a região de Ridgecrest, na Califórnia, a mesma região que sofreu um forte abalo há três dias. A região está sendo atingida por um enxame sísmico contínuo que já conta com mais de quatrocentas réplicas em 72 horas.

Teremoto na Califórnia. Estrada Estadual 178 precisou ser fechada na localidade de Kern County devido a deslizamentos. Crédito: Reprodução CNN.
Teremoto na Califórnia. Estrada Estadual 178 precisou ser fechada na localidade de Kern County devido a deslizamentos. Crédito: Reprodução CNN.

O novo evento ocorreu às 03h19 UTC (00h19 BRT) e foi localizado a 17 km de profundidade, sob as coordenadas 35.76N e 117.6W, a 17 km do nordeste da localidade de Ridgecrest.

O terremoto deste sábado é o mais forte a atingir a região nos últimos 40 anos e é cinco vezes mais forte que o tremor de 6.4 que atingiu a mesma região em 4 de julho.

De acordo com notícias locais, o terremoto deixou muitos feridos em Ridgecrest, além de ter provocado incêndios e danificado grandes estruturas no sul da Califórnia. Diversos incêndios ainda estão sendo debelados.


Estatística
Desde 1979, foram registrados 2502 tremores em um raio de 700 km ao redor deste epicentro. Ao redor de 100 km foram observados 119 eventos. O sismo mais próximo foi registrado a 14 km, em 04/07/2019 e atingiu 6.4 magnitudes.

O tremor mais significativo desde 1979 ocorreu na Califórnia, a 10 km de Yucca Valley no dia 28/06/1992, a cerca de 203 km de distância do evento atual e atingiu 7.3 magnitudes.

Sismicidade 700 km ao redor RidgeCrest, na Califórnia.
Sismicidade 700 km ao redor RidgeCrest, na Califórnia.

Sismicidade Local
A área da Califórnia é uma das regiões sismicamente mais ativas do planeta e nos últimos 40 anos já provocou 10 terremotos com magnitudes superiores a 5.0 em um raio de 50 km desse evento.

Naquela região, a placa tectônica do Pacífico se move lentamente no sentido noroeste em relação à placa da América do Norte, a uma taxa de aproximadamente meio centímetro por ano.

Diferentemente de outros limites de placas, onde um terremoto de grande magnitude é causado pelo afundamento de uma placa abaixo de outra, os eventos ao longo da falha de San Andreas são causados pela movimentação longitudinal entre as feições.





Links Úteis  |  Imprensa  |  Anuncie  |  Fale Conosco  |  Versão Celular  |   Política de Privacidade

Painelglobal.com.br - Todos os direitos reservados - 2008 - 2019