AGRADECIMENTOS

Agradecemos a todos os colaboradores do Painel Global que têm tornado possível a continuidade do nosso trabalho, permitindo que os conteúdos permaneçam gratuitos e acessíveis a todos.

Nosso Muito Obrigado!

A campanha continua. Colabore também. Clique aqui.

Quinta-feira, 2 jul 2020 - 11h05
Por Maria Clara Machado

Polo Sul tem recorde de aquecimento nos últimos 30 anos

Um estudo científico publicado recentemente na revista especializada nature climate change revelou um aquecimento significativo e rápido em regiões da Antártida observado nas últimas três décadas. As evidências do aumento da temperatura no Polo Sul vêm sendo observadas com preocupação pelos pesquisadores.

Imagem de ilustração Antártida. Crédito: NASA.
Imagem de ilustração Antártida. Crédito: NASA.

O estudo mostra que o Polo Sul vivenciou um aumento de 0,6°C por década no período entre 1988 e 2018, três vezes mais que a média global de 0,2°C. Pode-se afirmar que a Antártida ficou em média 1,8°C mais quente nos últimos 30 anos.

Os pesquisadores utilizaram experimentos com modelos climáticos para mostrar que esta clara tendência de aquecimento recente está dentro de uma variabilidade natural, causada por aumento da temperatura da superfície do mar no Pacífico tropical ocidental juntamente com fluxos de ar quente e úmido, que avançaram do Atlântico Sul para o interior da Antártida.

Por outro lado, é importante ressaltar o que os pesquisadores ainda não concluíram. Segundo o estudo, ainda é difícil separar as alterações provocadas pela interferência humana global em meio à variabilidade natural da região. Os registros de temperaturas na Antártida começaram em 1957, portanto têm apenas 63 anos.

Os pesquisadores explicam que essas variabilidades atmosféricas, embora pareçam pequenas, poderão induzir mudanças climáticas extremas no interior do continente antártico se nada for feito.

Quais serão as consequências?
Ainda não está claro se essa será uma tendência, entretanto, segundo a Organização Meteorológica Mundial (OMM), a Península Antártida é um dos locais da Terra com aquecimento mais rápido.

Em fevereiro deste ano, foi registrada a temperatura absoluta mais alta da história da Antártida: 20,7°C observada na Ilha Seymour. O recorde superou os 18,3°C do mesmo mês de 2020, observado na base de pesquisa argentina de Esperanza, os 17,5°C registrados em 2015 e ainda os 19,8°C, que até então era a maior temperatura já registrada na Antártida, no ano de 1982.

O derretimento no Polo Sul é acompanhado com atenção e preocupação pelos cientistas, pois poderá acarretar futuramente consequências drásticas para o planeta e a humanidade.



Procure no Painel


Links Úteis  |  Imprensa  |  Anuncie  |  Fale Conosco  |  Versão Celular  |   Política de Privacidade

Painelglobal.com.br - Todos os direitos reservados - 2008 - 2020