Quinta-feira, 31 out 2019 - 13h36
Por Maria Clara Machado

Satélite da NASA mostra devastador incêndio em Sonoma, na Califórnia

O satélite Terra na Nasa conseguiu capturar uma imagem impressionante do longo rastro de fumaça do incêndio devastador que continua em Kincade, no Condado de Sonoma, no norte da Califórnia. O fogo se alastrou mais e atinge uma extensão de 308 quilômetros, ou 76 mil acres. Simultaneamente, mais dois incêndios eclodiram ao oeste de Los Angeles, no sul da Califórnia nesta quinta-feira.

A imagem em alta resolução que mostra o grande incêndio em Kincade foi feita no último dia 27 de outubro durante a passagem do satélite TERRA da Nasa utilizando o MODIS (Espectrorradiômetro de imagem com resolução de moderação). Crédito: NASA.
A imagem em alta resolução que mostra o grande incêndio em Kincade foi feita no último dia 27 de outubro durante a passagem do satélite TERRA da Nasa utilizando o MODIS (Espectrorradiômetro de imagem com resolução de moderação). Crédito: NASA.

O grande incêndio que começou no início da semana está localizado a nordeste de Geyserville, uma região de muita vegetação e sua origem ainda está sob investigação das autoridades.

Os bombeiros enfrentam enorme dificuldade para combater as chamas por conta das rajadas de vento de nordeste que estão constantes entre 40 a 50 km/h, o terreno íngreme e estradas estreitas que levam a região. Hoje, dia 31, os ventos diminuíram um pouco e os trabalhos seguem arduamente. Até agora, 45% do fogo foi contido e cerca de 200 casas e edifícios danificados.

É possível ver nesta segunda imagem a fumaça se espalhando pela costa da Califórnia no último dia 29 de outubro. Crédito: Earth Observatory / Nasa.
É possível ver nesta segunda imagem a fumaça se espalhando pela costa da Califórnia no último dia 29 de outubro. Crédito: Earth Observatory / Nasa.

As informações divulgadas pela imprensa internacional são de que mais de 100 mil moradores já foram evacuados e 70 mil residências estão ameaçadas. Um alerta de bandeira vermelha deve permanecer pelo menos até a próxima segunda-feira, dia 4 de outubro.

Novos incêndios no sul da Califórnia
Ao mesmo tempo em que as equipes tentam controlar as chamas no norte da Califórnia, dois novos incêndios florestais começaram no sul da região nesta quinta-feira. Cerca de 206 mil residências e empresas estavam sem energia elétrica pela manhã num esforço para evitar novos focos de incêndio.

Os incêndios eclodiram em San Bernardino, ao oeste de Los Angeles e rapidamente provocou evacuações em alguns bairros. Quatro casas foram destruídas. A região volta a enfrentar ventos fortes e um aviso extremo de bandeira vermelha está em vigor em grande parte dos condados de Los Angeles e Ventura.

Os arredores de Los Angeles sofreram com graves incêndios florestais há pouco tempo, em 11 de outubro.

A grande ajuda dos satélites
Normalmente, os instrumentos de satélites da Nasa são os primeiros a detectar incêndios florestais em regiões afastadas e os pontos de calor são enviados para os gerentes de terra em poucas horas após a passagem dos satélites. Os aparelhos conseguem detectar a queima de incêndios, o rastro e o caminho da fumaça, assim como a extensão da queima e posteriormente as mudanças no ecossistema ao redor da área queimada.





Links Úteis  |  Imprensa  |  Anuncie  |  Fale Conosco  |  Versão Celular  |   Política de Privacidade

Painelglobal.com.br - Todos os direitos reservados - 2008 - 2019