RELATÓRIO VULCÂNICO
Vulcão Fernandina (Ecuador)
29 Jan 2020

Um relatório do IG em 23 de janeiro observou que a sismicidade aumentou após a erupção de aproximadamente nove horas de 12 de janeiro em Fernandina, caracterizada por terremotos esporádicos com magnitudes maiores que 3 e pequenos enxames.

O terremoto mais forte foi um M 4.2 registrado em 21 de janeiro.

A maioria dos terremotos foi superficial, embora ocasionalmente alguns estivessem localizados em profundidades superiores a 10 km.

Deformação de cerca de 35 cm foi detectada ao redor das fissuras que produziram os fluxos de lava.

Os fluxos de lava emitidos em 12 de janeiro cobriram uma área aproximada de 3,8 quilômetros quadrados, não foram registradas novas anomalias térmicas nem emissões de gases desde a erupção.

Fonte: Instituto Geofísico-Escuela Política Nacional (IG)


Relatórios Anteriores
15 Jan 2020

O IG informou que um terremoto M 4.7 foi registrado em 1642 em 12 de janeiro em Fernandina e seguido por um enxame de 29 terremotos locais, todos abaixo de M 3.1.

Uma nova erupção começou pouco antes de 1810, a partir de uma fissura circunferencial localizada perto da borda E da caldeira, a elevações em torno de 1300-1400 m acima do nível do mar.

Vários fluxos de lava desceram o flanco E, guardas florestais do Parque Nacional de Galápagos testemunharam a erupção da estação do Canal Bol var.

Uma nuvem de gás subiu 1,5-2 km acima da fissura e desviou o WNW.

Um segundo pico de sismicidade foi registrado 30-40 minutos após o início da erupção e depois diminuiu gradualmente.

As emissões de gases diminuíram pouco depois de 2100 e as anomalias térmicas começaram a diminuir gradualmente.

Fonte: Instituto Geofísico-Escuela Política Nacional (IG)

Localização do vulcão Fernandina
Os relatórios vulcânicos são atualizados semanalmente.

Links Úteis  |  Imprensa  |  Anuncie  |  Fale Conosco  |  Versão Celular  |   Política de Privacidade

Painelglobal.com.br - Todos os direitos reservados - 2008 - 2020