RELATÓRIO VULCÂNICO
Vulcão Laguna del Maule (Chile)
24 Jun 2020

O Observatório Vulcanológico SERNAGEOMIN dos Andes Meridionais (OVDAS) do Chile e o Observatório Argentino de Vigilância Vulcânica (OAVV) da SEGEMAR relataram atividade anômala no Complexo Vulcânico Laguna del Maule.

Níveis elevados de dióxido de carbono foram detectados em uma área a sudoeste do lago da caldeira, ao longo da parte inferior do rio Cabecera de Troncoso, a cerca de 5 km da margem do lago.

As emissões de dióxido de carbono foram medidas em fevereiro de 2020 e notavelmente elevadas em relação às medições de março de 2019.

Uma área impactada possivelmente se estendeu até 500 m do ponto que representa a maior taxa de emissão de dióxido de carbono.

Três enxames de terremotos vulcão-tectônicos (VT) registrados em meados de junho estavam localizados principalmente na área de Las Nieblas, SW do lago, a profundidades de 2 a 8 km.

O primeiro começou às 0340 de 11 de junho e totalizou pelo menos 400 eventos.

O segundo enxame iniciado em 2338 em 12 de junho foi caracterizado por 121 eventos, localizados a 8,8 km W da cratera.

O terceiro enxame começou às 2334 em 15 de junho e foi caracterizado por 190 eventos localizados a 10,4 km a sudoeste da cratera.

Todos os terremotos foram pequenas magnitudes, o maior evento foi um local M 2,5.

Em 18 de junho, o nível de alerta foi elevado para amarelo, a segunda cor mais baixa em uma escala de quatro cores, a ONEMI recomendou restringir o acesso em um raio de 2 km do centro de emissão.

A atividade sísmica continuou sendo registrada, embora em magnitudes menores.

Fontes: Escritório Nacional de Emergência do Ministério do Interior (ONEMI), Serviço Geológico Mineiro Argentino (SEGEMAR), Serviço Nacional de Geologia e Mineiro (SERNAGEOMIN)


Localização do vulcão Laguna_del_Maule
Os relatórios vulcânicos são atualizados semanalmente.

Links Úteis  |  Imprensa  |  Anuncie  |  Fale Conosco  |  Versão Celular  |   Política de Privacidade

Painelglobal.com.br - Todos os direitos reservados - 2008 - 2020