Anônimo    Itabuna - BA em 23/05 - 09h00   
Bom dia pessoal. Os eventos atuais (terremotos seguidos de tsunamis, vulcões, tornados etc) sempre ocorreram nesta escala e entensidade no mundo, ou estão mais intensos neste ano?

Anônimo Vallecrosia-XX comentou em 23/05 - 14h55

Esta é a maravilha do radar....nem precisamos perguntar. Alguém o faz e todos colaboram complementando a informação original. Grazie a todos.

Anônimo São Paulo-SP comentou em 23/05 - 10h50
Nos meios de comunicação social...aumentaram.

Os eventos meteorológicos não tiveram alteração.

Para os habitantes de Pompéia nunca esteve tão tranquilo nos últimos 2000 anos (quase)

Anônimo Itabuna-BA comentou em 23/05 - 10h15
Sandra muito boa a página do Apollo11 indicada por você para melhores esclarecimentos. Valeu.

E concordo com a Aurora sobre esperarmos uma informação do Everton que com certeza será interessante.

Obrigado a todos por compartilharem e a valiosa ajuda para este curioso.

Anônimo Guarujá-SP comentou em 23/05 - 10h14
Sandra, não estou conseguindo ver o seu link aqui na tela. É que hoje o Radar está aparecendo sá a metade esquerda...será que é só neste PC? Quando postam uma imagem então abro em outra página e assim consigo ler tudo. Vou inserir uma imagem aqui como recurso para pegar o link que vc indicou, hehehe...mais uma foto de ontem.
Anônimo Santos-SP comentou em 23/05 - 10h14
Tem outro fator que temos de levar em consideração, além do número maior de estações registradoras, que são os terremotos muito fortes que têm ocorrido. Cada um trás consigo as réplicas. Isso eleva em muito o número. Só dá para fazer uma comparação dessas com um estudo mais detalhado onde devem ser cruzadas várias informações, uma delas é exatamente o número desses sismógrafos na região no período a ser estudado.
Anônimo Santos-SP comentou em 23/05 - 10h06
Aurora, esse quadro abaixo que postei é do Apolo 11.
Anônimo Santos/SP-SP comentou em 23/05 - 10h05
É interessante obsservar a tabela de terremotos anuais que está logo acima. A projeção de terremotos para 2011 parece mostrar um pequeno aumento desde 2004. Se eu estiver errada me corrijam.
Anônimo Santos-SP comentou em 23/05 - 10h04
Veja Tião. Acredito que são os dois fatores juntos. Aqui mesmo no Brasil, quantos sismógrafos temos instalados? Pelo que sei, são bem poucos. Se nosso território tivesse a cobertura para essa medição, teríamos mais informações desses tremores que também acontecem por aqui e diriam que está no Brasil aumentou o número de terremotos. Mesmo que eles sempre tivessem acontecido. Esse fato está acontecendo não só aqui, mas ao redor do planeta. Ou seja, mais pesquisa, mais divulgação = mais informações. Veja essa matéria, aqui tem um quadro com os terremotos nos últimos anos. [Ver site]
Anônimo Guarujá-SP comentou em 23/05 - 10h01
Quem sabe sobre vários bancos de dados confiáveis é o Everton, vamos aguardar as dicas dele, tb gostaria de acessar estes dados. Será que o APOLO11 disponibiliza isso? Tião, sua pergunta é fundamental para formarmos uma opinião segura sobre o tema, valeu!
Anônimo Itabuna-BA comentou em 23/05 - 09h51
Então a questão não é a frequência atual e sim a globalização das informações em tempo real?

A frequência em si sempre existiu por ciclos?

Tem como mensurar estes ciclos, ou existe literatura científica a respeito? Se positivo alguém poderia informar o banco de informações?

Anônimo Santos-SP comentou em 23/05 - 09h42
Também vejo assim, Aurora. Mesmo que tenha aumentado, o foco e coberturas que estão sendo feitas dá o efeito de uma lente de aumento, fazendo parecer pior do que é. Mas, temos que lembrar que nosso planeta é vivo e tem seus ciclos. Não é ele que tem que se adaptar ao nosso ritmo , nós é que deveríamos aprender a conviver com esses ciclos, que estamos começando, só agora, a conhecer.
Anônimo Guarujá-SP comentou em 23/05 - 09h19
Tião, pelos poucos anos que acompanho me parece que aumentaram, e tb pode ser a melhor cobertura dos eventos. Com a precupação geral sobre mudanças climáticas, a mídia tem dado mais destaque. Só fazendo uma pesquisa nos arquivos (técnicos)de outras décadas.
Anônimo Itabuna-BA comentou em 23/05 - 09h12
Obrigado pela atenção Gustavo. Alguma explicação científica a respeito?
Anônimo Porto Belo-SC comentou em 23/05 - 09h10
É visível que estão ocorrendo com mais frequencia, Tião !
Anônimo Itabuna-BA comentou em 23/05 - 09h00
*intensidade













Painelglobal.com.br - Todos os direitos reservados - 2008 - 2019
Política de Privacidade