Anônimo    Salvador - BA em 18/02 - 23h09   
Soube hoje, pela minha prima que mora em Araranguá / SC, cidade praiana, que uma tempestade com uma enorme nuvem cobriu a cidade por algum tempo. Gostaria de saber, por curiosidade que nuvem é esta por alguém que conhece o assunto. Segue foto para detalhes. Grato.

Anônimo Salvador-BA comentou em 19/02 - 09h10
Muito esclarecedor Dé... excelente e claro. Grato pela sua explicação.
Anônimo Caucaia-CE comentou em 19/02 - 08h11
É uma super-célula, um tipo incomum de tempestade que vem a ser caracterizada pela presença de um meso-ciclone que é uma corrente de ar ascendente girando no interior da nuvem. Devido a este fato, tais tormentas são muitas vezes denominadas “tempestades girantes”. Nas classificações de tempestade (Supercélula, multicélula, unicélula e linha de tempestades) as super-células não são as mais comuns, no entanto são também as mais potencialmente devastadoras. Os sistemas de super-células são frequentemente isolados de outras tempestades, e tem a capacidade de alterar o clima onde atuam num raio de até 32 km de distância. São estas tempestades que por causar chuvas muito volumosas, produzem muitos raios e ventania, tem também a capacidade de causar a incidência de tornados, causando grandes devastações. Estes sistemas possuem três classificações: clássica, baixa precipitação e alta precipitação. As de baixa precipitação são encontradas em climas mais secos e áridos, enquanto que as super-células de alta precipitação podem surgir em qualquer lugar do mundo que propiciem as pré-condições necessárias a sua formação, são geralmente vistas nas Grandes Planícies dos Estados Unidos. No Brasil é mais comum ocorrerem nas regiões Sul e Sudeste do país, e eventualmente também causam a formação de tornados.













Painelglobal.com.br - Todos os direitos reservados - 2008 - 2019
Política de Privacidade