phellipef    Patrocínio, MG e Florianópolis, SC - XX em 22/10 - 15h47   
Continuação post 117. Patricia está passando por rápida intensificação e neste momento já é categoria 2. Voo de reconhecimento está sendo realizado neste momento, pois o ciclone será uma grande ameaça ao México, onde pode fazer landfall como categoria 4 ou 5 dentro de 48 horas. De madrugada, falo sobre Champi e Olaf e sobre calor no interior do Brasil e a chuva no Sul.
Administrador São Paulo-SP comentou em 24/10 - 10h38
O furacão Patricia atingiu a costa do México na noite de sexta-feira como categoria 5 e não produziu danos tão fortes como o esperado para um sistema dessa intensidade.

Logo após atingir a costa, Patricia perdeu força tão rápido quanto ganhou e e praticamente se desintegrou sobre a área continental.

A foto mostra o furacão Patricia visto do espaço, em foto tomada pelo satélite de sensoriamento remoto AQUA.

phellipef Patrocínio, MG e Florianópolis, SC-XX comentou em 23/10 - 22h00
San Patricio
Link

phellipef Patrocínio, MG e Florianópolis, SC-XX comentou em 23/10 - 21h59
Tenacatita
Link

phellipef Patrocínio, MG e Florianópolis, SC-XX comentou em 23/10 - 21h52
Manzanillo
Link

phellipef Patrocínio, MG e Florianópolis, SC-XX comentou em 23/10 - 21h52
Manzanillo
Link

phellipef Patrocínio, MG e Florianópolis, SC-XX comentou em 23/10 - 21h51
Manzanillo
Link

phellipef Patrocínio, MG e Florianópolis, SC-XX comentou em 23/10 - 21h14
Patricia parece ter feito landfall em Tenacatita, Jal.
phellipef Patrocínio, MG e Florianópolis, SC-XX comentou em 23/10 - 21h14
Manzanillo - Vídeos do twitter:

[Ver site]

[Ver site] ... 64/video/1

phellipef Patrocínio, MG e Florianópolis, SC-XX comentou em 23/10 - 20h09
Ao vivo em La Manzanilla, cidade próximo do landfall: [Ver site]
Administrador São Paulo-SP comentou em 23/10 - 19h52
Câmeras ao vivo, direto de Ixtapa, Guerrero.
Link

phellipef Patrocínio, MG e Florianópolis, SC-XX comentou em 23/10 - 19h46
Landfall pode ocorrer em no máximo 1 hora, próximo de San Patricio, Jal.
phellipef Patrocínio, MG e Florianópolis, SC-XX comentou em 23/10 - 19h24
Patricia
phellipef Patrocínio, MG e Florianópolis, SC-XX comentou em 23/10 - 19h19
Patricia se enfraqueceu um pouco e agora mantém ventos sustentados de 305 km/h e pressão de 900 mbar, sendo ainda um poderoso furacão de categoria 5.
Administrador São Paulo-SP comentou em 23/10 - 19h09
*** ATENÇAÕ ***

Furacão Patricia, de categoria 5, está neste momento com rajadas de 400 km/h e nesta intensidade deve atingir a costa mexicana. Cidades costeiras inteiras poderão ser devastadas.

Este furacão é muito maior e mais poderoso que Katrina e é o maior furacão a atingir o México. Mantenha atenção.
Link

Rejaine Monteiro Belo Horizonte-MG comentou em 23/10 - 16h15
Os números de Patricia são impressionantes! Segue última foto desse 'monstro' feita a partir da ISS.
phellipef Patrocínio, MG e Florianópolis, SC-XX comentou em 23/10 - 16h06
A intensidade do ciclone se manteve e a pressão caiu 1 mbar. Ventos sustentados de 325 km/h e pressão de 879 mbar. Voo de reconhecimento segue em andamento.
phellipef Patrocínio, MG e Florianópolis, SC-XX comentou em 23/10 - 15h11
Outro voo de reconhecimento está se iniciando. Devemos ter novos dados da intensidade do ciclone daqui cerca de 1 hora.
Rejaine Monteiro Belo Horizonte-MG comentou em 23/10 - 15h00
Também pelo canal do Youtube: [Ver site]
phellipef Patrocínio, MG e Florianópolis, SC-XX comentou em 23/10 - 14h48
phellipef Patrocínio, MG e Florianópolis, SC-XX comentou em 23/10 - 14h15
Webcam's:

Puerto Vallarta: [Ver site]

Ixtapa: [Ver site]

Ixtapa 2: [Ver site]

Colima: [Ver site]

phellipef Patrocínio, MG e Florianópolis, SC-XX comentou em 23/10 - 14h10
ISS deve passar por Patricia em instantes: [Ver site]
phellipef Patrocínio, MG e Florianópolis, SC-XX comentou em 23/10 - 14h06
Outro voo de reconhecimento chega dentro de 1h30 a Patricia. O ciclone baseado nas imagens de satélite seguiu se intensificando e poderia ser mais forte que os valores atuais.

O ciclone se tornou o mais forte em ventos sustentados já registrados no mundo, superando Haiyan em 2013. A pressão do ciclone é uma das menores já registradas no mundo e poderia estar próximo do Tufão Tip, ciclone considerado o mais forte do mundo.

Assim como Haiyan, o ciclone passou o valor T8.0 na escala Dvorak, algo raro.

O landfall ocorre nesta sexta, como categoria 5 próximo de Pérula, Jalisco. Se as previsões acertarem será o ciclone a atingir terra com maior intensidade no mundo.

Em 1959, um furacão parecido com este, provocou 1800 mortes nesta região.

phellipef Patrocínio, MG e Florianópolis, SC-XX comentou em 23/10 - 13h54
Rejaine, felizmente o landfall está sendo previsto para um local não muito povoado do estado de Jalisco. Vendo imagens do locais, os abrigos são muito ruins e o ideal seria fazer uma evacuação nessas áreas. O ciclone já supera Haiyan em intensidade, algo que pensei que demoraria muito tempo para ver novamente.
phellipef Patrocínio, MG e Florianópolis, SC-XX comentou em 23/10 - 13h50
Boa tarde. Joai, a intensificação do ciclone tem ligação com o El Niño, pois a temperatura do mar nesta região está muito acima da média. No local onde Patricia está neste momento, a temperatura média e de 30 a 31ºC, maior valor em 34 anos. Em relação ao peixes, acredito que a temperatura do mar esteja influenciando na migração para locais não muito comuns. Em 1997 tivemos um El Niño um pouco mais forte do que o de 2015 e tivemos eventos parecidos, como pouco frio no Brasil e grandes furacões e tufões no Pacífico, o que pode indicar que o clima passa por ciclos, que se repetem depois de alguns anos.
Gui bnu Blumenau-SC comentou em 23/10 - 13h49
De acordo com a CNN, Patricia já é o maior furacão registrado, são esperados ventos de até 325 km/h. A região está em estado de emergência por conta do alto "potencial catastrófico" Aguardando mais informações do fellipef.
Rejaine Monteiro Belo Horizonte-MG comentou em 23/10 - 11h23
Excelentes informações, phellipef! Sobre o Patricia, só nos resta torcer para que perca a força. Se ele permanecer como está, poderá ser ainda pior que o Haiyan, que atingiu as Filipinas em 2013, matando milhares de pessoas (estima-se que mais de 7 mil pessoas morreram, além de milhares de feridos, desabrigados e do grande estrago causado pelo tufão) Vamos acompanhando daqui... Parabéns pela cobertura e pelas informações precisas!
Joai Cascavel-PR comentou em 23/10 - 10h54
Bom dia Globais! Phellipef ... "bravo" parabéns pela matéria e acompanhamento, algo está me intrigando, não sou conhecedor do assundo por isso não consigo colaborar, mas, quero levantar um assunto que por analogia despertou minha curiosidade: 1- Intencificação rápida de ciclones como Patrícia comparado com 97 anos dos mais fortes El NINO tem a ver com o aquecimentos do Pacífico, está circulando na mídia intrigantes migrações de peixes que estão onde não deveriam estar, deve ter a ver com aquecimentos da aguá e corrente marítima, : Pergunto, será que estamos vivendo uma situação de grande preocupação a nível Global?
phellipef Patrocínio, MG e Florianópolis, SC-XX comentou em 23/10 - 05h22
Ventos sustentados de 324 km/h e pressão de 880 mbar. Patricia se torna um dos ciclones mais intensos desde o começo dos registros.
phellipef Patrocínio, MG e Florianópolis, SC-XX comentou em 23/10 - 04h28
Voo de reconhecimento que segue sendo realizado, está mostrando que Patricia segue se intensificando. Pressão caiu para 887 mbar e os ventos encontrados foram ligeiramente mais fortes que na última passagem.
phellipef Patrocínio, MG e Florianópolis, SC-XX comentou em 23/10 - 03h48
Patricia se torna o ciclone mais intenso da história do Pacífico Leste e o mais forte ciclone de 2015. Ventos sustentados de 295 km/h com rajadas de 360 km/h. Pressão mínima de 892 mbar, primeira sub900 registrada no Pacífico Leste. Imagem do aviso do NHC, alertando que Patricia pode ser um ciclone catastrófico.
phellipef Patrocínio, MG e Florianópolis, SC-XX comentou em 23/10 - 03h12
Patricia - Categoria 5 pouco antes do anoitecer.
phellipef Patrocínio, MG e Florianópolis, SC-XX comentou em 23/10 - 03h02
VOO DE RECONHECIMENTO HISTÓRICO NO PACÍFICO LESTE. VENTOS NO NÍVEL DE VOO DE 335 KM/H E PRESSÃO DE 890 MBAR.

Aviso especial deve ser emitido pelo NHC em breve. Se confirmado esses dados, Patricia se tornou o ciclone mais intenso da história do Pacífico Leste, superando Linda em 1997.

phellipef Patrocínio, MG e Florianópolis, SC-XX comentou em 23/10 - 02h54
Calor: Felizmente na maioria dos locais, o calor foi menor que o esperado, graças a nebulosidade, que não permitiu que a temperatura subisse tanto. Apesar disso, em alguns locais, como Belo Horizonte houve a quebra de recorde absoluto. BH registrou hoje 37,6ºC, maior temperatura em 105 anos, superando os 37,4ºC da semana passada. As chuvas aos poucos está retornado ao interior do país, hoje por exemplo houve temporais em cidades de MG, SP e GO.

Chuva: No Sul, a região do Vale do Itajaí deve ficar em alerta nas próximas 24 horas, pois o nível dos rios ainda pode subir mais um pouco. Outubro pode terminar como o mais chuvoso desde o começo dos registros em algumas cidades do Sul. A previsão dos modelos e de um Novembro com chuvas acima da média.

Ciclones: Olaf segue em alto-mar, sem afetar nenhuma localidade, o ciclone está previsto para se dissipar no dia 28/10. Tufão Champi trouxe ventos e chuvas fortes para algumas ilhas japonesas pouco povoadas. Não se reporta danos e o ciclone está previsto para se dissipar no dia 26/10.

phellipef Patrocínio, MG e Florianópolis, SC-XX comentou em 23/10 - 02h31
Voo de reconhecimento realizado pouco tempo depois da minha postagem, encontrou ventos sustentados de 240 km/h fazendo Patricia ser atualizada para categoria 4. No meio da noite foi realizado mais um voo de reconhecimento e Patricia se intensificou mais um pouco, mantendo ventos sustentados de 260 km/h e sendo atualizada para categoria 5. Outro voo de reconhecimento está prestes a ser realizado e possivelmente irá encontrar o ciclone ainda mais forte. Patricia se intensificou em 24 horas de tempestade tropical para categoria 5, sendo junto com o furacão Linda em 1997 o ciclone que teve a maior taxa de intensificação em tão pouco tempo. Patricia se tornou o décimo grande furacão de 2015, empatando com 1992 como o ano com maior quantidade de grandes furacões no Pacífico Leste.

Antes de ser tornar um ciclone, trouxe fortes chuvas na América Central, causando inundações e deslizamentos de terra, que causaram 6 mortes.

Os estados mexicanos de Michoacan, Colima, Jalisco e Nayarit devem ser os mais afetados pelo furacão, as aulas já foram canceladas e os aeroportos devem ser fechados ao meio-dia desta sexta. Acumulados de chuva de 500 mm e ventos superiores a 200 km/h podem ser registrados nos quatro estados citados. As fortes ondas e as chuvas já provocaram alguns danos nos estados de Chiapas e Guerrero. Todo o México Ocidental está em estado de emergência. O landfall deve ocorrer nesta sexta.












Painelglobal.com.br - Todos os direitos reservados - 2008 - 2016
Política de Privacidade