Dias   1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9 | 10 | 11 | 12 | 13 | 14 | 15 |
16 | 17 | 18 | 19 | 20 | 21 | 22 | 23 | 24 | 25 | 26 | 27 | 28 | 29 | 30 | 31 |


    1
Luiz Gustavo      
Índice Kp4 e variação brusca do magnetômetro neste 1 de março, qual seria a origem já que há muito o Sol não direciona emc para a Terra?
Administrador comentou
Ocorreram explosões solares há dois dias. Essa elevação do índice KP é devido à elas. :-)
Astroman comentou
Nao eh por causa de um vento solar de 500km/s?
Administrador comentou
Pode ser também, mas é importante lembrar que vento solar é intensificado pela maior atividade solar.
MarceloP. comentou
Não confere Rogério, no site da nasa iswa.gsfc.nasa.gov:8080/IswaSystemWebApp/ em "notifications" não há nenhuma previsão para o evento de EMC! A causa deve ser outra!
Astroman comentou
Corrigindo: 600km/s pelo SpaceWeather.
Administrador comentou
Ontem mesmo eu vi uma EMC. Não era lá essas coisas, mas houve. No entanto, como como faz pouco tempo e era "meio de lado", não poderia ter chegado à Terra a não ser que fosse uma EMC "the flash". Ocorre que neste momento existem quatro regiões ativas e naturalmente isso aumenta a pressão do vento solar. O magnetômetro no Alasca também está detectando alguns desvios. Não existe mais nada além delas! :-)
Administrador comentou
Aliás, tivemos várias EMCs, para tudo quanto foi lado. E ao contrário do que pensei, não foram assim tão desprezíveis. Vejam o vídeo feito entre 25 de fevereiro de 2013 e 01 de março de 2013.
MarceloP. comentou
Como disse, no site da nasa não há nada previsto. EMC não é Rogerio, KP alterado por outro motivo!
Astroman comentou
O outro motivo nao eh o vento solar? Ao menos eh o que tenho visto como motivo para algumas pequenas tempestades geomagneticas que nao sao originadas de EMC.
MarceloP. comentou
Sim, embora não possa afirmar que esta densidade é capaz de ocasionar uma variação de KP como esta. Somente para fins de esclarecimento, se diz vento solar quando há deslocamento de partículas e quanto mais denso maior é o impacto sobre a ionosfera.
Administrador comentou
O motivo é a atividade solar mais elevada devido as quatro regiões ativas. As EMCs mostradas no vídeo estão relacionadas à essas regiões. Não foram elas que causaram a elevação do KP, mas o vento solar mais intenso pressionado pelas emissões das regiões ativas.
Luiz Gustavo comentou
De fato houveram desde o dia 25 emcs, uma delas gigantesca, mas nenhuma em direção da Terra. Seja o vento ou áreas ativas, vamos ver aonde vai.
everton dos santos comentou
A variação do indice KP foi causada pelo fluxo de alta velocidade do vento solar, divulgado pela NOAA.


    2
Maurício      
Descoberto novo cinturão de radiação ao redor da Terra: inovacaotecnologica.com.br/noticias/noticia.php?artigo=cinturao-radiacao-van-allen&id=010130130301
MarceloP. comentou
Seria muito interessante se houvesse igual estudo em relação ao sol, que envolve todo o sistema com seu próprio cinturão, e até que ponto as oscilações em um afetam o outro. Gosto muito das matérias deste site Maurício.


    3
Maurício      
Mapa mostra locais que já foram atingidos por meteoritos no mundo. A lista conta com meteoritos encontrados desde 2.500 a.C.: osm2.cartodb.com/tables/2320/public#/map
Administrador comentou
Na realidade, esse mapa mostra a lista de locais onde existe maior número de pessoas. Mostra quase que fielmente a densidade populacional do planeta.
everton dos santos comentou
Rogerio, o mapa passado pelo mauricio mostra mesmo locais onde foram encontrados meteoritos.
Matheus Pamplona comentou
Sim, mostra os locais onde ocorreu a queda de meteoritos, a primeira vista parece mesmo a densidade populacional já que na cidade de SP aparece um grande circulo. Bastante interessante, não sabia da existência do meteorito que caiu em Porto Alegre, no RS sabia somente do Putinga, já que peguei um pedaço dele nas mãos alguns anos atras, com algumas gramas, pedaço que foi retirado de um outro pedaço com cerca de 9kg, que está em exposição no museu do colégio que estudei.
Administrador comentou
Eu sei Everton! O que quero dizer é que ele retrata as áreas onde existem pessoas para encontrar os meteoritos. Quanto mais pessoas, mais meteoritos. Logo, o mapa TAMBÉM reflete a densidade populacional. É uma leitura diferente do mapa. Poderia refletir também os locais onde são vistos aviões, por exemplo. :-)


    4
Wanderson Psico      
Olá pessoal! Estou há alguns dias num profundo estudo e pesquisa na net, para apurar minha escolha para meu primeiro telescópio. Comecei com a indicação do Dobsoniano 203mm com hastes e Go To. Porém, além do teórico, notei o quanto é difícl encontrar vídeos, fotos e imagens com o mesmo. Alguém pode me ajudar?
Administrador comentou
Esse não é GOTO mas é autotracking.
Administrador comentou
Este já é GOTO. E é lindo!
Wanderson Psico comentou
Ambos muito lindo mesmo Rogério, são de 16" e 12". Eu estou "namorando" um 8" e por isso eu queria ver o tamanho e funcionamento do GO TO que me deixam muitas dúvidas. Outra, seria ver a qualidade de fotos que ele faz, embora não seja indicado pro ser AZ. No mais, muito grato por essa contribuição.
Administrador comentou
Se as exposições não forem muito longas, dá pra usar a montagem altazimutal. Além disso, tem muitos programas que corrigem a rotação de campo, mas o ideal para fotos de longa exposição são as montagens equatoriais. Não dá pra ter tudo, mas dependendo de quanto você vai pagar pode pensar em um tele menor, refletor, mas com montagem equatorial.
Wanderson Psico comentou
Entendi, embora o objetivo principal seja para sondagem, a astrofoto fica como secundário. A grande dúvida é: o sistema Go To, além de enviar vc na direção, ponto exato do observável ele também continua em movimento, corrigindo a rotação da terra, etc., ou se leva e "larga você lá, parado", tipo se vira? Outra coisa, existe dele (Dob. 203mm) manual pela metade do preço aprox., o que o Go To teria de vantagem para mim? Estou usando uma linguagem bem popular, por não dominar, ainda, termos mais refinados. Desculpe isso e grato mais uma vez.
Administrador comentou
O Goto aponta o telescópio e mantem o objeto no centro da ocular, perseguindo-o. Com o tempo, dependendo da qualidade da montagem é preciso alguma correção com o controle. A vantagem do GOTO é exatamente essa, facilitar o encontro dos objetos. A montagem manual exige que "na mão" você mantenha o objeto centralizado.
Wanderson Psico comentou
Perfeito, me esclareceu muito Rogério.


    5
Thiago      
Olá galera do Painel! Passo não somente para compartilhar com vocês essa bela foto da lua, mas também para dizer que avistei aqui em Boa Vista-RR, por volta das 21h31 local, um cometa vermelhinho cruzando o céu da cidade bem sobre a universidade em que eu se encontrava!
Thiago comentou
Perdão pelo erro ortográfico!
Léo Galvão comentou
Um cometa vermelhinho? Não seria algum satélite não, companheiro?
Thiago comentou
Não,era meio alaranjado! O objeto apareceu do nada muita velocidade e se desfez!
Leonardo Ferreira comentou
Satélite às 21h? Acho meio difícil, até pelas informações aqui do Apolo11 os únicos que podem ser vistos a olho nu, é a ISS, Hubble e a Estação Chinesa antes do amanhecer e depois do pôr do sol e a passagem deles não é tão rápida assim, você viu uma estrela cadente ,)..



Painelglobal.com.br - Todos os direitos reservados - 2008 - 2017
Política de Privacidade