Dias   1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9 | 10 | 11 | 12 | 13 | 14 | 15 |
16 | 17 | 18 | 19 | 20 | 21 | 22 | 23 | 24 | 25 | 26 | 27 | 28 | 29 | 30 | 31 |


    1
João DS      
Bom dia, Depois de vários meses tivemos uma noticia positiva pelo menos para o reservatório alto tiete subindo 7,4% para 8.8%, já o sistema cantareira continua em declínio, segundo uma matéria que assisti na globo news sexta feira, teremos uma frente fria forte esta semana que deve reorganizar todo o sistema de frente frias inclusive as linhas de umidade e instabilidade que vem da amazônia, aqui em Uberlândia tivemos um bom volume de chuvas tanto no sábado como domingo, agora na parte da manhã ainda chove moderadamente [Ver no Apolo11]


    2
Nara Santos      
Boa noite!...Recentemente, foi descoberto pelos astrônomos russos, um asteroide potencialmente perigoso, o 2014 UR116 com tamanho de 370 metros. E pelo que diz o artigo, possivelmente ele poderá colidir com a Terra. Não se sabe a data exata do possível choque com o nosso planeta, segundo o jornal local de Moscou'Izvestia'.
Mario comentou
Calma Nara, conforme a matéria do jornal, ainda é cedo para se chegar a uma conclusão. 2014 UR116 ainda vai sofrer influências gravitacionais de Vênus, Terra e Marte, ou seja, sua órbita poderá sofrer mudanças, e acredito que vai. Pelo menos nos próximos dois anos, nada de choque. Para quem quiser ler ai vai o link: [Ver site] É melhor copiar esse link no google tradutor e traduzi-lo de russo para português. Abraços cordiais.
Administrador comentou
Olá pessoal, é importante destacar que a órbita de um asteroide é muito estável, praticamente "eterna". No entanto, uma mudança no shape pode ocorrer dependendo da interação com objetos de grande massa. Esse asteroide especificamente é do tipo "Apollo", o que significa que o semi-eixo maior da orbita é maior que 1 Unidade Astronomica (UA) e a distância do perielio é menor que 1.017 UA. Isso significa que durante sua volta ao redor do Sol ele pode cruzar a orbita da Terra e a julgar pelo tamanho da orbita dele (2.08 UA), também ultrapassar a orbita de Marte. Como o periélio é além de Vênus, este também está na mira. No entanto, como o objeto é recem-descoberto, mais obervações precisarão ser feitas para que a orbita seja refinada. Isso deve acontecer já nos próximos dias, uma vez que muitos astrônomos estão coletando dados posicionais (astrometria). Quanto mais pontos forem coletados, mais preciso será o desenho da orbita e as previsões de aproximações. Vamos aguardar.
Administrador comentou
Alguns cálculos e simulaçoes que eu mesmo fiz nesta manhã, baseados em 216 observações, mostram que pelos próximos 120 anos 2014 UR116 não representa qualquer risco de colisão com qualquer planeta.
Nara Santos comentou
Bom dia, Mario e Administrador!...Acredito sim na sua explicação, Rogério. O cientistas falam de uma probabilidade desta pedrona se chocar com a Terra, e comenta-se também que o possível choque se daria no continente europeu...Esta afirmação deve se basear na posição que se encontra hoje o asteroide. Mas é claro, eu entendi, Administrador, este corpo celeste poderá sofrer influências de objetos de grande massa, desviando assim a sua rota de colisão com a Terra...Abraço!
Administrador comentou
Veja bem, Nara. É impossível saber hoje se o asteroide vai se chocar contra a Terra daqui a mais de 120 anos. Especular que se isso acontecer poderá ser no continente europeu com certeza não é afirmação de algum estudioso, mas de alguém interessado em criar um fato para ganhar alguma audiência.
Nara Santos comentou
Obrigada pela explicação, meu querido!!...Como o sr. disse, vamos aguardar mais detalhes.



Painelglobal.com.br - Todos os direitos reservados - 2008 - 2019
Política de Privacidade