Dias   1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9 | 10 | 11 | 12 | 13 | 14 | 15 |
16 | 17 | 18 | 19 | 20 | 21 | 22 | 23 | 24 | 25 | 26 | 27 | 28 | 29 | 30 | 31 |


    1
Gabriel Zaparolli      
Sprites capturados pela minha estação da BRAMON (GZT2/RS) ontem (10 de janeiro de 2017 pela madrugada)
Administrador comentou
Maravilha!!! Parabéns pelo registro dos sprites. Fale um pouco mais sobre eles!
Administrador comentou
Apesar dos sprites (ou gigantic jets) terem sido vistos algumas vezes no século passado, os cientistas atmosféricos só reconheceram sua existência após 1989, quando foram fotografados pelas câmeras a bordo dos ônibus espaciais. Atualmente, devido à grande quantidade de câmeras de alta sensibilidade e maior interesse em sua observação, o registro dos sprites tem ocorrido com maior frequência, mas ainda os cientistas ainda não conseguiram decifrar como eles se formam. Devido a altura em que ocorrem, os sprites são um verdadeiro fenômeno meteorológico espacial. Eles se desenvolvem a cerca de 80 km e altitude e crescem em todos os sentidos, inicialmente para baixo e em seguida para cima. O processo tem início quando um poderoso raio descarrega a energia do topo das nuvens próximas à superfície da Terra em direção à ionosfera, resultando no sprite (faísca, em inglês). O fenômeno é extremamente rápido e não leva mais de 20 milissegundos.
masa comentou
Que máximo, Gabriel, são lindos, parecem água-vivas no céu... Parabéns!
Gabriel Zaparolli comentou
Sim,são muitos lindos principalmente visto a olho nu!


    2
MegaaMiga      
Estranho objeto não identificado pela Nasa se aproxima da Terra. Um objeto misterioso voará pela Terra entre janeiro e fevereiro deste ano. Entretanto, suas características são tão incomuns que mesmo os cérebros mais brilhantes da Nasa não conseguiram descobrir o que é exatamente. (Foto: Reprodução) O objeto, chamado 2016 WF9, foi descoberto pelo projeto NEOWISE de asteróide e cometa da NASA em 27 de novembro de 2016. Os cientistas da NEOWISE acreditam que ele pode ter até 1 quilômetro de largura. Espera-se, ainda, que sua aproximação mais próxima à órbita da Terra seja em 25 de fevereiro a uma distância de 51 milhões de quilômetros.
Administrador comentou
Bom dia MegaAmiga! Obrigado pela participação! Só gostaria de lembrar que não é permitido a publicação de textos de outros sites. Os textos têm que ser escritos pelo próprio participante, de acordo com as Regras do PG. Espero que compreenda!
masa comentou
Dois objetos se aproximam da terra, o 2016 U1 e o 2016 WF9. O primeiro já foi definido se tratar de um cometa e foi perdendo volume à medida que se aproxima do sol. O segundo, ainda indeterminado, provavelmente se originou de outro cometa. Outra possibilidade é que se desviou do cinturão de asteroides principal até atingir sua localização atual. Ele deve se aproximar mantendo a distância mais próxima de 32 milhões de milhas em 25 de fevereiro e não representa qualquer ameaça, segundo a NASA.



Painelglobal.com.br - Todos os direitos reservados - 2008 - 2019
Política de Privacidade