Dias   1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9 | 10 | 11 | 12 | 13 | 14 | 15 |
16 | 17 | 18 | 19 | 20 | 21 | 22 | 23 | 24 | 25 | 26 | 27 | 28 | 29 | 30 | 31 |


    1
Rejaine Monteiro      
Boa tarde, PG! Por curiosidade, nenhum sismômetro pegou a MOAB lançada hoje sobre o Afeganistão? 11 toneladas não é pouca coisa.
Rejaine Monteiro comentou
*sismógrafo
Rejaine Monteiro comentou
Curiosamente, ontem mesmo foi detectado um sismo de 4.3 (equivalente a 30 toneladas de TNT) no Afeganistão, a 43 Farkhar. Sei que não tem nada haver, pois este sismo foi muito profundo (222 km). Mas vale apenas como uma nota, pela curiosidade dos mesmos sensores não terem captado nada na superfície. Gostaria de entender o motivo. [Ver no Painel Global]
Raphael Cozzi comentou
Eu também cheguei a pensar isso, mas acredito que seja porque 11 toneladas é o peso da bomba, mas não significa que a energia gerada seja a mesma de 30 toneladas de TNT. A bomba pesa 11 toneladas, mas nem toda ela é de explosivos. Tem que levar em consideração a estrutura de metal, partes elétricas, etc..
Administrador comentou
Normalmente, essas bombas não explodem ao tocar o solo. Elas são detonadas no ar para que a onda de choque se propague de forma mais efetiva. Vejam que aqueles testes subterrâneos feitos na Coreia do Norte geram sismos de cerca de 5.0 magnitudes e são MUITAS vezes mais forte que essa bomba americana.
Firthunand comentou
A bomba tem o peso 9,8 toneladas. É o rendimento de explosão que são 11 tons TNT. É uma bomba do tipo "air burst", ou seja, detonada no ar, e não com o impacto, para amplificar o range de destruição, como esclareceu o Administrador. Ainda assim, acho estranho não ter sido detectada.
Rejaine Monteiro comentou
Obrigada pelas explicações, pessoal.



Painelglobal.com.br - Todos os direitos reservados - 2008 - 2019
Política de Privacidade