Dias   1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9 | 10 | 11 | 12 | 13 | 14 | 15 |
16 | 17 | 18 | 19 | 20 | 21 | 22 | 23 | 24 | 25 | 26 | 27 | 28 | 29 | 30 | 31 |


    1
Administrador      
Lançamento de um dos satélites da constelação europeia Galileo. O lançamento ocorreu a partir da base de Kouru, na Guiana Francesa, através de um foguete russo Soyuz. A constelação Galileo é a resposta dos países europeus ao sistema americano GPS.
Link



    2
Maurício      
Avistados dois grandes objetos na borda do Sistema Solar: inovacaotecnologica.com.br/noticias/noticia.php?artigo=avistados-dois-grandes-objetos-borda-sistema-solar&id=010130151217#.VnMwv1nw_V4
Janeoliveira comentou
mais um link falando disso. [Ver site]
Administrador comentou
Estranho muito o site Inovação Tecnológica usar termos como "Lendário Planeta-x" ou "A NASA vem tentando encontrar o Planeta X há algum tempo"... Provavelmente, traduziram um texto e publicaram sem checar qualquer coisa. A NASA jamais procurou um planeta-x da forma como está escrito no texto, pois qualquer objeto não confirmado pode ser chamado assim. Esse termo foi usado pela primeira vez no século 19, quando o astrônomo John Adams percebeu um estranho comportamento na órbita de Urano e que estaria sendo causado pela interferência gravitacional de algum outro corpo celeste. Essas perturbações levaram à descoberta de Netuno em 1846 por Adams e pelo francês Urbain Le Verrier. Depois disso, centenas de outros candidatos - entre eles plutão - foram chamados de "planeta-x". Da forma como está escrito no texto, leva o leitor a achar que "finalmente" acharam o "planeta-x", dando sustentação falsa à ideia de que "não adianta mais esconde-lo". A descoberta apontada é possívelmente um objeto no interior da nuvem de Oort, onde devem existir milhares de corpos similares, não muito grandes ou maciços. No Apolo11 nós publicamos, a menos de 1 mês, algo muito parecido. Vejam: [Ver no Apolo11]
Rejaine Monteiro comentou
Bom dia. O "planeta-x" é apenas um nome genérico dado a algum objeto celeste que foi descoberto, mas que ainda não foi catalogado ou "batizado" oficialmente com algum nome definitivo.
Luis DAngelo comentou
Boa noite. O artigo cientifico base desta matéria, do Vlemmings et. al. (Department of Earth and Space Sciences, Chalmers University of Technology - Sweden) e' bastante interessante. Em principio estes objetos Named Gna) poderiam ser da ordem de 220 a 880 km de extensão e localizados nas proximidades de Centaur. Entretanto estas dimensões podem ser muito maiores. Os dados de ALMA com certeza serão objeto de estudos mais avançados. Abraco a todos e um Feliz Natal aos colaboradores deste painel.



Painelglobal.com.br - Todos os direitos reservados - 2008 - 2019
Política de Privacidade