Dias   1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9 | 10 | 11 | 12 | 13 | 14 | 15 |
16 | 17 | 18 | 19 | 20 | 21 | 22 | 23 | 24 | 25 | 26 | 27 | 28 | 29 | 30 | 31 |


    1
Dione Moraes      
FURACÕES DO ATLÂNTICO. Lee evoluiu rapidamente de uma tempestade tropical para um furacão categoria 1 com ventos máximos sustentados de 90 Mp/h ou 144 Km/h. Encontra-se localizado ao longo da Oceano Atlântico central um pouco menos de mil milhas a leste das Bermudas. Maria é agora um guracao de categoria 2 com ventos máximos sustentados de 105 MP/h, ou 169 Km/h, de acordo com o último boletim emitido pelo NHC, às 11:00h. Dentro das probabilidades previstas pelo NHC em torno das 20:00h de segunda-feira, os ventos do furacão Maria poderão ser sentidos nos litorais de Carolina do Sul e Carolina do norte, e no literal da Virgínia, às 08:00 da manhã de terça-feira. Ainda dentro das probabilidades previstas pelo NHC, está o encontro dos dois furacões, Maria e Lee. Imagens detalhadas abaixo.
Dione Moraes comentou
No o Oaceano Pacífico, foi emitido, pelo NHC, sobre a Tempestade Tropical Pilar, localizado perto da costa sudoeste do México. Há uma baixa chance (30%) de formação de outro sistema em 48 horas, marcado no mapa com um "X".
Dione Moraes comentou
Correção: " Maria é agora um furacão de categoria 2. Desculpem alguns erros de digitação, pois redijo meus textos no meu Smartphone, e o meu teclado às vezes prega peças com o corretor e sugestões de palavras que algumas vezes substituí a palavra que escrevi por outra e mão percebI. Devo. Ficar maus atenta e revisar texto antes de publicar.
Dione Moraes comentou
Lee, um pequeno furacão com seu olho bem definido. Seus ventos à partir do centro, alcançam apenas 10 milhas, ou seja, 16 Km.
Dione Moraes comentou
ATUALIZAÇÃO. De acordo com o Boletim dás 08:00, desta segunda-feira, do Centro Nacional de Furacões, o Furacão Maria, agora categoria 1, está estálocalizado a poucas centenas de quilômetros a sudeste do Cabo Hatteras, Carolina do Norte, e segue lentamente em direção norte. Não é esperado na costa leste, porém, chegará perto o suficiente, para impactos diretos, com ventos máximos sustentados de 75 MP/h, ou 120 Km/h. De acordo com projeção (veja imagem) à partir da tarde desta segunda-feira, os ventos poderão atingir a costa de Carolina do Norte e Virgínia. A projeção do NHC mostra, ainda, s probabilidade do encontro dos ventos de Maria, com os de Lee. O furacão Lee, continua na categoria 1, com ventos máximos sustentados de 90 MP/h, oU 145 Km/h, e está localizado ao longo do Oceano Atlântico central.
Dione Moraes comentou
Imagens da situação do furacão Lee.
Dione Moraes comentou
No que se refere ao Pacífico, Pilar é agora uma Depressão Tropical, e sua proximidade com a costa leste do México, impede sua evolução, porém continua a produzir chuvas e trovoadas, desorganizadas.
Dione Moraes comentou
ATUALIZAÇÃO. Dr acordo com Boletim das 20:00h, emitido pelo NHC, Maria recuperou um pouco à força dos ventos máximos sustentados que agora são de 80 MP/h, ou 129 Km/h, e a pressão mínima, em 965 Mb. Maria ainda na categoria 1, continua movendo-se lentamente para o norte, porém ventos de tempestade tropical , com grandes ondas afetam a costa leste dos Estados Unidos. Ver imagem experimental de chegada dos ventos e de probabilidade de velocidade do vento destacando-se à posição e direcionamento de Maria e Lee. Quanto ao pequeno furacão Lee permanece na categoria 1, localizado ao longo do Oceano Atlântico Central, e não oferece nenhuma ameaça à terra.
Dione Moraes comentou
Imagem captada às 13:45 de hoje 25/09/2017, do furacão Maria.
Dione Moraes comentou
Com relação ao Pacífico Pilar dissipou, restando chuva, localmente pesada, e inundação, nos Estados Mexicanos de Nayarit, Sinaloa e Durango.
Dione Moraes comentou
ATUALIZAÇÃO 26/09/2017. De acordo com o Boletim dás 08:00, desta terça-feira, do Centro Nacional de Furacões, o Furacão Maria, ainda é categoria 1, porém perdeu força novamente. Está está localizado a poucas centenas de quilômetros a sudeste do Cabo Hatteras, Carolina do Norte, e segue lentamente em direção norte com ventos máximos sustentados de 75 MP/h, ou 120 Km/h. Não é esperado na costa leste, porém, chegará perto o suficiente, para impactos diretos, com ventos de tempestade e inundações de acordo com projeção (veja imagem) desde a tarde de segunda-feira, os ventos poderão atingir a costa de Carolina do Norte e Virgínia. Ver mapas de projeção de ventos de tempestade e inundações. O furacão Lee, ainda categoria 1, surpreendemente, adquiriu forças, agora com ventos máximos sustentados de 100 MP/h, oU 161 Km/h, e está localizado ao longo do Oceano Atlântico central.
Dione Moraes comentou
Localização, e mapas de projeção de inundações (em azul) e de ventos de tempestade (em rosa).
Dione Moraes comentou
BOLETIM ATUALIZADO DIARIAMENTE.
Dione Moraes comentou
ATUALIZAÇÃO ÀS 19:00h. De acordo com o Boletim emitido às 17:00h, Maria é agora uma Tempestade Tropical, com ventos máximos sustentados de 70 MP/h ou !13 Km/h, e continua a movimentar-se lentamente para o norte. Seus ventos conforme imagem experimentar, ainda atingirão a costa da Carolina do Norte é da Virgínia. Mapas mostram o potencial de inundação (em azul) e de ventos (em rosa e vermelho) causados pela Tempestade Tropical Maria. Lee, surpreende mais uma vez aumentando a força dos ventos máximos sustentados para 110 MP/h ou, 177 Km/h, o que, de acordo com a escala de furacões coloca Lee na categoria 3. Lee continua localizado no Oceano Atlântico Central e não oferece ameaça à tetra.
Dione Moraes comentou
Imagens de probabilidade de velocidade dos ventos, do horário de chegada dos ventos, e Mapas de inundação e de ventos de tempestade.


    2
João DS      
Muito bom ter de volta o relatório de Terremotos Anuais, lá para quem é novo no Painel Global e esta assustado com a quantidade de terremotos pode observar que esta tudo dentro da normalidade.
Karinacriscila comentou
sim é mesmo! Qdo entrei a primeira vez fiquei assustada! Mais sobre os furacões? Isso seria normal? Esse fato tem me assustado!
João DS comentou
Olá Karina, apesar de haver possibilidade de furacões em qualquer época do ano, os meses determinados como temporada de furacões compreende de 01 de Junho a 30 de Novembro, sendo setembro o mês mais favorável a formação, uma série de fatores contribuem para eles estarem mais ativos, um deles é o aquecimento do Oceano e baixa pressão atmosférica ok



Painelglobal.com.br - Todos os direitos reservados - 2008 - 2020
Política de Privacidade