Dias   1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9 | 10 | 11 | 12 | 13 | 14 | 15 |
16 | 17 | 18 | 19 | 20 | 21 | 22 | 23 | 24 | 25 | 26 | 27 | 28 | 29 | 30 | 31 |


    1
Elisabeth53      
Um terremoto de 6,2 graus na escala aberta de Richter atingiu hoje a Prefeitura de Tochigi (centro) e as regiões vizinhas sem que se tenha informado de danos nem se tenha ativado o alerta de tsunami.Fonte EFE - Agencia EFE As usinas nucleares não sofreram nenhum abalo e apenas 1 pessoa ferida por causa da queda de um muro.
Sel comentou
Bom dia RG´s. Elisabeth, também recebi a informação de 6.2, porém acredito que tenha sido redimencionado para 5.7 (no mapa- 9 km de profundidade)- foi acionado os alarmes assim como enviadas mensagens de prevenção aos celulares.
Elisabeth53 comentou
Sel obrigada pela atualização , postei assim que recebi a mensagem de alerta via celular.
Sel comentou
Certo Elisabeth! Beijos!!!


    2
Administrador      
Chuva na Baixada Santista - Texto do meu ex-colega de trabalho, meteorologista Paulo Takeshi. Crédito: Climatempo "Desde a tarde de ontem, o volume acumulado de chuva supera 150mm na Baixada Santista e em alguns postos de observação chega a 260mm, como no da rede telemétrica de Cubatão, do Sistema de Alertas a Inundações de São Paulo-SAISP. Após forte pancada de chuva entre a tarde e a noite, a chuva persistiu durante a madrugada, acumulando mais 60 a 80mm.Um dos fatores para a intensificação da chuva está na temperatura da água do mar junto a costa, que está entre 26 e 27 graus, ligeiramente superior em relação a média para a época do ano. Devido ao alto contraste térmico com a entrada de massa de ar mais frio, a evaporação é reforçada, alimentando as nuvens de chuva. No final da madrugada, a imagem do radar indica nuvens de chuva sobre toda a Baixada Santista e áreas mais carregadas sobre o mar, principalmente entre Caraguatatuba e São Sebastião. Esta condição também contribui para a formação de um pequeno sistema de Baixa Pressão ao largo da costa paulista neste sábado, que mantém a instabilidade frontal sobre a região e que permanece ainda sujeita a chuvas moderadas no decorrer do dia."
Sandra Silva comentou
Bem, Rogério, ontem e hoje foram dias de contabilizar os estragos dessa chuva. Depois de ver muitas imagens e depoimentos, o que mais me impressionou foi o baixo número de vítimas fatais: duas. Uma foi a da Rodovia dos Imigrantes e a outra, uma criança em Bertioga. Bem, Cubatão que foi a cidade mais atingida, tem cerca de 1.500 pessoas desabrigadas. A maioria alojada em equipamentos da Prefeitura. Campanhas para donativos mobilizou a Baixada e no momento estavam precisando apenas de mais colchões e produtos de higiene. Não só para Cubatão, mas para Bertioga, onde também há desbrigados, em menor número. Outro problema que a chuva deixou foi no abastecimento de água, pois a Estação da Sabesp, em Cubatão foi atingida em cheio. Está totlamente destruida e demorara um tempo para retomar as atividades. São pilhas de pedras no local, o que dificulta a limpeza e consertos. Aqui tem uma reportagem mostrando o tamanho do estrago. [Ver site] Por isso está sendo feita uma campanha pedindo o uso racional da água.


    3
Maurício      
Cometas Lemmon e PanSTARRS varrendo céus do sul: translate.googleusercontent.com/translate_c?depth=1&hl=pt-BR&ie=UTF8&prev=_t&rurl=translate.google.com.br&sl=en&tl=pt&u=
Maurício comentou
Correção: vimeo.com/59571509
Administrador comentou
Sim, aqui segue a foto dos dois cometas no mesmo campo de visão, registrados pelo astrônomo Amar Sharma.
Danica comentou
Show!


    4
M. Ianner      
Bom Dia Li e reli algumas vezes o editorial do Apolo XI. Não consegui realmente ver claramente uma explicação razoável, a não ser claro, o exagero, muito comum sabemos, de pessoas confundirem aviões com meteoros...Vou transcrever parte do texto e espero que entenda Rogério, a matemática das possibilidades realmente não mente: "A maioria delas, cerca de 70%, cruza o céu sobre áreas inabitadas ou sobre os oceanos. A metade ocorre durante o dia, praticamente imperceptíveis devido à presença do Sol. Outra grande parte também não é vista simplesmente porque ninguém está olhando o céu naquele momento." É bem concisa esta parte, mas infelizmente, pelo menos para mim, não explica a incidência maior de relatos verdadeiros.Pode ser "coincidência' ou fazer parte daqueles eventos que alguns cientistas chamam de "acaso", quando não conseguem resolver um problema cuja solução está além de seus conhecimentos e tecnologia. Mas continuo a afirmar que isto, de que mais pessoas estejam olhando para o céu não é nada científico. Desculpe se te contrario nisto mas não somos obrigados a concordar com tudo e isto faz parte da natureza da Ciência que tanto amamos, não?
M. Ianner comentou
Incidência este mês de fevereiro: segundo o astrônomo Marcelo de Oliveira Souza: Rússia 15/02, Califórnia e Cuba (15/02), Espanha 16/02, Flórida 17/02,Caracas 20/02. No Brasil: Campos (RJ)20/02, Vitória 21/02 Gravação de um piloto de aeronave. A posição do do astrônome é que " NÃO HÁ AINDA UMA EXPLICAÇÃO RAZOÁVEL."
Administrador comentou
Olá Ianner. Entendo o que quer dizer, mas veja bem. Neste momento, não há outra explicação, há? Se mais pessoas olham para o céu (ou instalam câmeras que capazes de registrar os meteoros), maiores são as chances deles serem relatados. Para mim, se "bolas de fogo tão brilhantes quanto o planeta Vênus ocorrem mais de 100 vezes por dia e com brilho semelhante à Lua crescente cruzam o céu pelo menos uma vez a cada dez dias", é natural que os bólidos sejam noticiados à medida que mais pessoas olhem para o céu. Que outro fator poderia comprovadamente explicar o aumento aparente dos relatos dessas rochas pequenas? :-)
Administrador comentou
Ianner, não há comprovação de que houve bolas de fogo em Cuba, Itália e o meteoro visto no RJ é o mesmo daquele visto em Vitória. Não soube do meteoro da Espanha. Quanto à posição do astrônomo brasileiro, nenhuma surpresa!


    5
Administrador      
No periélio, o cometa ISON passará pelo Sol a nada menos que 377 km/s. Isso dá cerca de 1.36 milhões de km/h. Ainda assim, será menos rápido que o cometa Lovejoy, que passou a 536 km/s ou 1.92 milhões de km/h. Apertem os cintos!
Marcos Passetti comentou
Bom dia amigo Rogerio....por acaso seria este o motivo pelo qual o cometa Lovejoy sobreviveu...me lembrei de quando criança eu brincava passando o dedo sob a chama da vela...ia passando cada vez mais lento até queima o dedo rssrs...
Administrador comentou
Exatamente, Marcos. A velocidade de escape não o deixa "cair" :-)


    6
Maurício      
Pesquisas confirmam a teoria de impacto de meteoro cerca de 12.900 anos atrás. sciencedaily.com/releases/2012/03/120305160814.htm?utm_source=feedburner&utm_medium=feed&utm_campaign=Feed%3A+sciencedaily+(ScienceDaily%3A+Latest+Science+News)
Spock comentou
Só pra constar a quem quiser ler aqui mesmo, caro Maurício. Esse choque de 12 mil anos atrás se deu em que região correspondente com a geografia atual, por favor!
Maurício comentou
Lago Cuitzeo no centro do México


    7
Administrador      
Olá pessoal, parece que o Virtua (NET) está com problemas para acessar o PainelGlobal, deixando o site muito lento. Se esse for o seu caso, por favor entre em contato com o provedor e informe sobre essa situação. Obrigado!
rone abbad comentou
isso mesmo administrador, estou tendo dificuldade para acessar, mas espero que seja algo momentâneo!!!!
Administrador comentou
Olá Rone, obrigado pelo retorno. A única forma de acelerar as coisas é ligando pra lá ou escrevendo pelo site. Esse problema começou ontem à tarde e parece que é só o Vírtua. Obrigado!
rone abbad comentou
pelo menos aqui em ribeirão preto, voltou ao normal Administrador, ainda bem que foi algo momentâneo, espero que todo mundo esteja acessando sem problemas!! Abraço a todos!!!


    8
Administrador      
Lua amarela em São Paulo! :-)
Administrador comentou
Inclusive, previsão acertada nas efemérides do Apolo11. É só conferir! [Ver no Apolo11]
Thiago comentou
Que beleza!
Sandra Silva comentou
Por aqui, na Baixada, o que tivemos agora foi um outro show pirotécnico, promovido por outra tempestade de verão. Muitos raios, mesmo. Alguns de fazerem as paredes tremerem. Vamos ver se a Meire conseguiu as imagens.
Administrador comentou
Parece que o negócio foi sério aí na Baixada Santista. :-|
Sandra Silva comentou
Foi uma tempestade que durou pouco tempo, mas com fortes ventos e muitos raios. Em Cubatão, caiu a marquise de um Supermercado, deixando feridos e causando a morte de uma senhora. Não tenho detalhes das informações, saí cedo para o trabalho, depois tentarei postar o resultado de mais uma noite tempestuosa por aqui. Porém, lembrando, que o Inpe no final do ano havia dado um alerta para a possibilidade do aumento de incidência de raios na região. Para se ter uma ideia, nesses dois primeiros meses já estamos com uma média de mais de nove raios por quilometros quadrado. Por isso, vale repetir constantemente os cuidados que devemos tomar quando estamos nessa situação.
Administrador comentou
Obrigado Sandra!
Sandra Silva comentou
Depois dessa tempestade de ontem a noite, o dia amanheceu com céu limpo e um forte calor. Porém, a tarde, novamente fomos castigados pela chuva e raios. Isso por duas vezes. A primeiro foi uma tempestade que caiu por volta das 15 horas. A segunda no final da tarde, por volta das 17h, deixando novamente as cidades da Região com vários pontos de alagamento. Um cenário que vem se repetindo desde sexta e vendo alguns mapas metereológicos, parece que irá continuar. [Ver no Apolo11]
Meire Ruiz comentou
Bom dia!! :) Sim, acordada essa hora rsrs. Segue um vídeo de parte das descargas elétricas que duraram por várias horas. Desisti de filmar pois não cessavam. Gravei por um bom tempo, mas não careguei o vídeo todo, pois seriam mais de 30 minutos cada vídeo (3 vídeos). Acima, está a lua. Não se ouvia os sons dos trovões e não chovia.
Sandra Silva comentou
Meire, é que a chuva caiu toda por aqui e os raios também. :(



Painelglobal.com.br - Todos os direitos reservados - 2008 - 2019
Política de Privacidade