Dias   1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9 | 10 | 11 | 12 | 13 | 14 | 15 |
16 | 17 | 18 | 19 | 20 | 21 | 22 | 23 | 24 | 25 | 26 | 27 | 28 | 29 | 30 | 31 |


    1
Rafael Nunes      
Bom dia a todos. ADM esses terremotos que estão acontecendo no RJ, agora um de 4.0 pontos , será que isso e consequência da retirada de petróleo.
Eduardo Terovydes Junior comentou
Esta hipótese já havia sido levantada, quando de outra ocorrência há alguns anos atrás cujo epicentro foi na Bacia de Santos com reflexos em prédios mais altos na capital paulista
jvcastro comentou
Bom dia. Caro Rafael, acredito que não haja relação. Os sismos estão sendo reportados no continente (ou muito próximo ao continente). Os campos petrolíferos ficam há pelo menos 150 km da costa. Parece-me improvável que a prospecção de petróleo num local pudesse ocasionar um tremor em outro local, 150 km distante.
impacto profundo comentou
de fato eduardo,eu ia falar sobre santos, mas você falou tudo.
Administrador comentou
Atenção, o sismo de 4 pontos registrado a 60 km da cidade de São João da Barra (RJ),RJ, não foi confirmado pelo IAG-USP. O evento foi removido da nossa página e em alguns instantes deverá sair do Painel Global. Infelizmente, alertas sísmicos no Brasil ainda carecem de confirmação crítica por parte dos que os revisam. Assim sendo, só registraremos esses tremores ocorridos em nosso país algumas horas após serem informados pelas instituições brasileiras. Os Tremores reportados pelo USGS continuarão a serem informados imediatamente.
Administrador comentou
Quando esse evento foi reportado, havia a informação de que 11 estações sísmográficas haviam detectado o tremor. Com 11 estações é praticamente impossível um alarme falso, além de ser um número bastante grande de estações, suficientes para permitir diversas triangulações para determinar a distância e profundidade. A partir de hoje, não vamos mais informar os tremores da rede sísmica brasileira com menos de cinco horas de atraso, tempo esse que acreditamos ser mais que suficiente para uma revisão e confirmação ou não do temor. Acreditamos que esse cuidado é fundamental para manter nosso público bem informado e evitar criar situações embaraçõsas e até temores desnecessários.
Administrador comentou
Talvez o tempo de informação deva ser ainda maior, pois o suposto tremor ocorrido em São João da Barra, RJ, for retirado do ar somente 36 horas depois de divulgado. Estamos reavaliando o uso dessas informações.
impacto profundo comentou
concordo plenamente Rogério,de fato precisamos nos atualizar com fatos reais,não com equìvocos,que mas servem para alarmadiar sensacionalismo do que nos pôr a par da real situação,obrigado pelo excelente trabalho.


    2
Rafael Nunes      
Obrigado jvcastro e a todos
wilson de luca junior comentou
Boa tarde a todos. Apenas como informação,em 2014 somente no Rio de Janeiro,foram seis sismos registrados e confirmados pelo Iag(USP): 02 em Seropedica,01 em São Fidelis,01 em Angra dos Reis,01 em Paracambi e 01 em Itaguai. Em 2015 com este sismo de hoje,que ja foi novamente reavaliada a magnitude para 3.4,ja são dois em São João da Barra(RJ). Interessante é que em 2013 apenas um tremor foi registrado em Quissamã(RJ).
Administrador comentou
Olá Wilson, obrigado pela informação. Estamos vendo com reservas os registros feitos pelo IAG. Não temos 100% de certeza sobre eles.


    3
Iraci Lira      
Boa tarde a todos! Gostaria de saber se alguém tem alguma informação sobre as impressionantes luzes e crateras do planeta anão Ceres, que foram captadas pela espaçonave Dawn, da Nasa.
Rejaine Monteiro comentou
Ola Iraci. Pelo que pouco que li, ainda é um mistério do que podem ser esses pontos brilhantes encontrados no pequeno planeta. Algumas hipóteses foram levantas, alguns acham que se trata uma cratera com gelo exposto em seu interior ou até algum vulcão (só que com emissões de água no lugar de lava). Mas acho que só saberemos mesmo depois do próximo dia 6, quando a sonda irá penetrar na órbita de Ceres. Tá chegando o dia em breve e acho que esse 'mistério' logo, logo vai ser desvendado..
Rejaine Monteiro comentou
Arriscando um palpite acho que se tratam mesmo de vulcões. Dando uma pesquisada melhor a respeito, vi que são os chamados criovulcões (nome esquisito!!) Leia mais sobre eles aqui: [Ver site]
Iraci Lira comentou
Valeu, Rejaine!



Painelglobal.com.br - Todos os direitos reservados - 2008 - 2019
Política de Privacidade