Segunda-feira, 13 dez 2021 - 09h24
Por Maria Clara Machado

55 municípios estão em situação de emergência na BA e MG após chuva fenomenal

O saldo de vítimas e atingidos pela chuva fenomenal acima de 400 milímetros que caiu no sul da Bahia subiu durante o fim de semana. Além da Bahia, o estado de Minas Gerais também tem sido castigado pelos fortes temporais. O número de cidades em situação de emergência já passou de 50 em ambos os estados.

Pelo menos 24 municípios na Bahia estão em situação de emergência, em razão dos temporais provocados durante a formação da tempestade subtropical Ubá. Crédito: Divulgação PMBA
Pelo menos 24 municípios na Bahia estão em situação de emergência, em razão dos temporais provocados durante a formação da tempestade subtropical Ubá. Crédito: Divulgação PMBA

De acordo com o novo balanço da Defesa Civil da Bahia, o número de vítimas fatais subiu para sete no domingo. Cinco vítimas são do município de Caetanos e duas de Amargosa.
Também são 3,7 mil pessoas desabrigadas de um total de quase 70 mil impactados pelos temporais, que tiveram início a partir da quarta-feira passada.

Mesmo com a diminuição das chuvas sobre a Bahia durante o domingo, o nível de rios e córregos continua elevado e diversas comunidades ribeirinhas continuam alagadas, principalmente no extremo sul do estado.

São diversas áreas ilhadas pelas enchentes, com destruição e estragos em pontes e vias estaduais, além do fornecimento de água potável, rede de elétrica e de telefonia afetados. Ontem, uma força tarefa de 120 militares atuou na entrega de mantimentos e medicamentos aos milhares de atingidos pelos temporais.

24 municípios da Bahia decretaram situação de emergência nos últimos quatro dias para acelerar a ajuda do governo federal, mas esse número ainda pode subir.

Já em Minas Gerais, a região mais castigada pelas chuvas fortes é o Vale do Jequitinhonha, próximo à divisa com o sul da Bahia, onde 31 municípios estão em situação de emergência. Mais de dez mil moradores precisaram sair de casa.

O que explica tanta chuva?
A formação da tempestade subtropical Ubá associada às fortes áreas de instabilidade que estavam sobre o nordeste de Minas Gerais e o sul da Bahia resultaram em volumes de chuva excepcionais.

Segundo a meteorologia as condições desta formação foram atípicas. Normalmente um ciclone extratropical se forma ao largo da Argentina e do Uruguai, ou do Sul do Brasil e avança em direção à costa da Região Sudeste.

Desta vez, um corredor de umidade se uniu à formação de uma área de baixa pressão na altura do Rio de Janeiro, que acabou descendo em direção à costa da Região Sul. O ciclone foi nomeado pela Marinha do Brasil como a tempestade subtropical Ubá.

As chuvas entre a quarta-feira e o sábado passaram de 240 milímetros em cidades como Porto Seguro e Ilhéus e ultrapassaram 480 milímetros em Itamaraju, segundo dados do CEMADEN e do INMET. A quantidade de chuva foi acima de 300 mm no mesmo período em Monte Formoso, em Minas Gerais.

Acesse também:

Marinha do Brasil nomeia tempestade subtropical Ubá e emite aviso especial



Procure no Painel


Links Úteis  |  Imprensa  |  Anuncie  |  Fale Conosco  |  Versão Celular  |   Política de Privacidade

Painelglobal.com.br - Todos os direitos reservados - 2008 - 2022