Segunda-feira, 3 fev 2020 - 11h29
Por Maria Clara Machado

Água contaminada do Rio Paraopeba atinge mais municípios em MG

Os temporais torrenciais que vêm atingindo Minas Gerais neste verão trazem mais uma preocupação, além dos enormes estragos e do grande do número de vítimas registrados até agora. O Rio Paraopeba continua transbordando atingindo as comunidades ribeirinhas. A água invadiu ruas e casas do município de Juatuba neste fim de semana.

Transbordamento do rio Paraopeba no município de Tocantins, no último dia 26 de janeiro. A água contaminada de rejeito de minério continua atingindo outros municípios. Crédito: Divulgação Prefeitura de Tocantins/MG.
Transbordamento do rio Paraopeba no município de Tocantins, no último dia 26 de janeiro. A água contaminada de rejeito de minério continua atingindo outros municípios. Crédito: Divulgação Prefeitura de Tocantins/MG.

A grande preocupação dos moradores é saber que a água do Paraopeba ainda está contaminada por rejeito de minério, depois do rompimento da barragem da Vale em Brumadinho há pouco mais de um ano.

Segundo informações divulgadas, a prefeitura do município admite que a lama possa conter materiais tóxicos e deve realizar testes para avaliar a qualidade da água. Os moradores já foram inclusive orientados para não utilizarem as cisternas, que também foram atingidas pelo transbordamento do Paraopeba.

No final de janeiro, o Paraopeba já havia transbordado em áreas como Brumadinho e Tocantins, onde inclusive um homem morreu afogado.

As prefeituras de municípios ribeirinhos ao Paraopeba estavam alertando a população há mais de uma semana para o risco de inundações por conta dos grande volume de chuva. Segundo a Defesa Civil, os moradores estavam sendo orientados sobre a necessidade de deixar as casas devido o aumento do nível do rio e o risco de contaminação. Além de Juatuba, comunidades de Padre João, Vista Alegre, Taquara, São José, Manso e Águas Claras receberam esse alerta.

Confira o ultimo balanço das chuvas em MG
O número de vítimas fatais decorrentes dos temporais em Minas Gerais subiu para 57, de acordo com a Defesa Civil. Já são 196 cidades em situação de emergência até esta segunda-feira. O número quase dobrou em uma semana. Pelo menos de 45 mil pessoas estão desalojadas e 8 mil desabrigadas em todo o estado.

Doações: As doações estão sendo recebidas nos batalhões do Corpo de Bombeiros e da Polícia Militar em Belo Horizonte. O Serviço Voluntário de Assistência Social (SERVAS), a Cruz Vermelha e a Legião da Boa Vontade também informaram que estão recebendo donativos.



Procure no Painel


Links Úteis  |  Imprensa  |  Anuncie  |  Fale Conosco  |  Versão Celular  |   Política de Privacidade

Painelglobal.com.br - Todos os direitos reservados - 2008 - 2021