Sexta-feira, 28 fev 2020 - 11h01
Por Maria Clara Machado

Avalanche mista causou a inundação aos pés de Machu Picchu esta semana

A violenta inundação que deixou 4 mortos e 50 feridos no distrito de Santa Teresa, na região de Cusco, no Peru, esta semana, foi provocada por uma avalanche mista, de rochas e gelo, da montanha nevada de Salkantay, confirmaram os cientistas do Instituto Nacional de Pesquisas em Geleiras e Ecossistemas de Montanha (INAIGEM). Inicialmente, as fortes sobre o sul do Peru foram apontadas como as causas do desastre.

Imagem da lagoa Salkantaycocha, onde uma avalanche de rochas e gelo desabou da montanha nevada de Salkantay, provocando grande inundação no último dia 24. Crédito: INAIGEM.
Imagem da lagoa Salkantaycocha, onde uma avalanche de rochas e gelo desabou da montanha nevada de Salkantay, provocando grande inundação no último dia 25. Crédito: INAIGEM.

A avalanche desabou sobre a lagoa Salkantaycocha, na região de Santa Teresa, que fica a cerca de 6 quilômetros de Machu Picchu, e é uma importante rota que leva ao sítio arqueológico e às ruínas. Os últimos dias foram de muita chuva, o que elevou consideravelmente o nível dos rios. Esta causa apontada pelas autoridades do Centro de Operações de Emergência Nacional, porém, foi reavaliada.

Os especialistas do INAIGEM, órgão ligado ao Ministério do Meio Ambiente (MINAM), visitaram o local do desastre e constaram que a inundação provocada pelo transbordamento da lagoa Salkantay foi resultado de uma espécie de avalanche mista, de rocha e gelo, principalmente de rocha, proveniente da montanha nevada.

Veja as imagens do momento da avalanche divulgadas por canais no youtube:

Situação de risco
Foi verificado, que a onda intensa da avalanche ultrapassou o dique natural, fazendo a água correr pelo vale, provocando a inundação. Além das vítimas e feridos, mil e quinhentas pessoas foram afetadas com colapso em 300 casas.

O volume de detritos que vieram topo abaixo da montanha de Salkantay foi estimado em aproximadamente 400 mil metros cúbicos. Como a lagoa Salkantaycocha tem perto de 2 milhões de metros cúbicos, os especialistas chamam a atenção para o perigo de novas ocorrências, pois os deslizamentos de rocha e gelo em pequenas quantidades continuam.

Os especialistas do INAIGEM recomendaram estimar o volume de gelo e rocha com potencial de perigo e ainda a criação de um sistema de monitoramento e alerta como prevenção.

A montanha Salkantay faz parte dos Andes peruanos e é o pico mais alto da cordilheira de Vilcabamba. O derretimento das geleiras do Peru vem sendo estudado e acompanhando pelos cientistas já que se torna uma ameaça e afeta a vida de milhares de pessoas da região.



Procure no Painel


Links Úteis  |  Imprensa  |  Anuncie  |  Fale Conosco  |  Versão Celular  |   Política de Privacidade

Painelglobal.com.br - Todos os direitos reservados - 2008 - 2021