Segunda-feira, 24 mai 2021 - 16h15
Por Maria Clara Machado

Cerca de 8 mil pessoas saíram do Congo fugindo da erupção do vulcão Nyiragongo

A erupção do vulcão Nyiragongo, no leste da República Democrática do Congo, na África, provocou desespero e caos na região no sábado à noite. Foram cerca de 8 mil pessoas que fugiram da cidade vizinha Goma cruzando a fronteira em direção a Ruanda em busca de refúgio, após a erupção vulcânica. A UNICEF estima que dezenas de crianças ainda estão desaparecidas.

Imagem reproduzida da erupção vulcânica do Nyiragongo na República Democrática do Congo, no sábado a noite. Crédito: Imagem divulgada pelo twitter do pesquisador @CharlesBalagizi do Goma Volcano Observatory (GVO)
Imagem reproduzida da erupção vulcânica do Nyiragongo na República Democrática do Congo, no sábado a noite. Crédito: Imagem divulgada pelo twitter do pesquisador @CharlesBalagizi do Goma Volcano Observatory (GVO)

Na confusão centenas de crianças se perderam e mais de 170 estão desaparecidas, segundo o que divulgou hoje o Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF).

De acordo com o Ministério de Gerenciamento de Emergências de Ruanda, as milhares de pessoas passaram a noite ao ar livre e começaram a voltar para o Congo já na manhã domingo, quando os fluxos de lava do vulcão cessaram.

Muitos que não conseguiram entrar em Ruanda voltaram para Goma e foram em direção ao norte da cidade. O cenário era de inúmeras pessoas caminhando com seus pertences, animais e filhos tentando se afastar do vulcão.

Segundo as autoridades, quinze pessoas morreram durante a evacuação e cerca de 600 casas e cinco escolas de aldeias próximas ao vulcão ficaram completamente destruídas pela atividade do Nyiragongo.

Visão parcial da destruição em Goma, após a erupção vulcânica do monte Nyiragongo. Crédito: Imagem divulgada pelo twitter @RBernhardlCRC e @CICR fr/Cruz Vermelha
Visão parcial da destruição em Goma, após a erupção vulcânica do monte Nyiragongo. Crédito: Imagem divulgada pelo twitter @RBernhardlCRC e @CICR_fr/Cruz Vermelha

A erupção vulcânica lançou muita fumaça e uma parede de lava colina abaixo em direção à Goma, mas o fluxo não chegou a avançar propriamente pela cidade, embora tenha a destruição próximo à região. Aproximadamente 2 milhões de pessoas moram ao redor do vulcão.

A ajuda humanitária internacional está fornecendo água, abrigo e trabalhando na reunificação familiar nas áreas destruídas próximas à Goma. Crédito: Imagem divulgada pelo twitter @MONUSCO e @UNOCHA
A ajuda humanitária internacional está fornecendo água, abrigo e trabalhando na reunificação familiar nas áreas destruídas próximas à Goma. Crédito: Imagem divulgada pelo twitter @MONUSCO e @UNOCHA

Segundo os especialistas, a atividade eruptiva do Nyiragongo é caracterizada pela presença de um lago de lava de aproximadamente 260 metros de largura, persistente dentro da cratera principal.

A última vez que o monte Nyiragongo entrou em forte erupção foi em 2002, deixando um saldo de 250 vítimas fatais e quase 120 mil desabrigados. A região abriga outros vulcões, mas Nyiragongo é considerado o mais perigoso.



Procure no Painel


Links Úteis  |  Imprensa  |  Anuncie  |  Fale Conosco  |  Versão Celular  |   Política de Privacidade

Painelglobal.com.br - Todos os direitos reservados - 2008 - 2021