Terça-feira, 18 mai 2021 - 10h59
Por Maria Clara Machado

Ciclone Tauktae extremamente severo toca o solo da Índia

O olho do ciclone tropical Tauktae atingiu a Península de Gujarat, na Índia, por volta da meia-noite, informou o Departamento Meteorológico da Índia (IMD). Bastante temido, Tauktae vinha ganhando força há três dias e os ventos sustentados ultrapassaram os 200 km/h. Os resgates no mar se multiplicaram e ainda há pessoas desaparecidas.

Resgate de tripulantes em uma embarcação à deriva próximo a costa de Goa, no sul da Índia. O ciclone tropical Tauktae deixou o mar revolto o que resultou em diversas ocorrências. Crédito: Divulgação Guarda Costeira Indiana.
Resgate de tripulantes em uma embarcação à deriva próximo a costa de Goa, no sul da Índia. O ciclone tropical Tauktae deixou o mar revolto o que resultou em diversas ocorrências. Crédito: Divulgação Guarda Costeira Indiana.

O ciclone atingiu com forte intensidade o solo entre as cidades de Diu e Una, mas em seguida perdeu um pouco de força. A meteorologia ainda prevê chuvas muito fortes e ventos de até 120 km/h durante esta terça-feira, dia 18. Também há alerta para ondas altas costeiras que poderão alcançar 2 metros.

Até o momento, as autoridades não relataram vítimas em Gujarat. Dezenas de equipes de emergência e apoio estavam em alerta para a chegada de Tauktae em Gujarat, depois de o ciclone ter provocado grande devastação em áreas mais ao sul da Índia nos últimos dias.

Tauktae contornou os estados de Kerala, Karnataka e Goa pelo mar da Arábia no domingo e estava na altura da cidade de Mumbai, capital de Mahrashtra, na segunda-feira. Seu impacto foi violento provocando chuvas torrenciais e ventos intensos, com casas destruídas, inúmeras quedas de árvores e de linhas de energia e enchentes. Seis pessoas morreram.

Imagem de satélite mostra o olho de Tauktae sobre Gujarat. Crédito: JTWC
Imagem de satélite mostra o olho de Tauktae sobre Gujarat. Crédito: JTWC

Drama no mar
O mar revolto deixou mais de 300 pessoas à deriva na costa de Mumbai e os resgates acontecem desde ontem com grande dificuldade em meio aos fortes ventos e condições do tempo desfavoráveis.

Embarcação Gal Construction que ficou à deriva na costa de Mumbai com mais de cem pessoas a bordo. Crédito: Divulgação Guarda Costeira da Índia.
Embarcação Gal Construction que ficou à deriva na costa de Mumbai com mais de cem pessoas a bordo. Crédito: Divulgação Guarda Costeira da Índia.

Informações da Guarda Costeira Indiana são de que 137 pessoas foram resgatas com vida da embarcação Gal Constructor e outras 177 da embarcação P305 na manhã desta terça-feira. Entretanto, outras 96 pessoas estão desaparecidas.

As ocorrências em pequenas embarcações se multiplicaram desde o fim de semana.
Outro pedido de socorro resultou numa operação de salvamento de 15 tripulantes de um barco de pesca na costa de Goa na segunda-feira.

Equipes de socorro também resgataram dez pessoas de dois rebocadores no mar próximo à costa de Karnataka no sábado.

Equipes de resgate monitoram o mar em Gujarat onde o ciclone tropical Tauktae tocou o solo no fim da noite da segunda-feira, dia 17. Crédito: Divulgação Guarda Costeira da Índia.
Equipes de resgate monitoram o mar em Gujarat onde o ciclone tropical Tauktae tocou o solo no fim da noite da segunda-feira, dia 17. Crédito: Divulgação Guarda Costeira da Índia.

O ciclone tropical Tauktae é o primeiro a ser nomeado na região este ano e chegou a categoria 3 na escala de ventos Saffir-Simpson. Tauktae ainda deve avançar pelo território de Gujarat entre hoje e amanhã. As rajadas de vento tendem a diminuir para 55 km/h durante a quarta-feira, dia 19.

Saiba mais em nosso podcast Ciclone Tauktae na costa da Índia é extremamente severo



Procure no Painel


Links Úteis  |  Imprensa  |  Anuncie  |  Fale Conosco  |  Versão Celular  |   Política de Privacidade

Painelglobal.com.br - Todos os direitos reservados - 2008 - 2021