Quarta-feira, 15 set 2021 - 10h45
Por Maria Clara Machado

Defesa de Santa Catarina confirma tornado em Guatambú durante tempestade severa

A Defesa Civil de Santa Catarina classificou como um tornado o fenômeno que provocou um rastro de destruição no município de Guatambú, no oeste do estado, por volta das 23 horas da última segunda-feira. Baseado nos estragos causados na região e em imagens geradas por radar e satélite foi possível concluir a formação do tornado.

Destruição em Guatambú, no oeste catarinense, após a passagem de um tornado no final da noite do dia 13 de setembro. Crédito: Piter Scheuer, meteorologista/Divulgação Defesa Civil de SC
Destruição em Guatambú, no oeste catarinense, após a passagem de um tornado no final da noite do dia 13 de setembro. Crédito: Piter Scheuer, meteorologista/Divulgação Defesa Civil de SC

Segundo Coordenadoria de Monitoramento Meteorológico da Defesa Civil de Santa Catarina (DCSC), a combinação da passagem de uma frente fria com a entrada de muita umidade e a presença de instabilidades sobre o oeste catarinense deu condições tempestades severas com o desenvolvimento de um tornado sobre a pequena cidade de Guatambú, que fica a 11 quilômetros de Chapecó e tem cerca de 4700 habitantes.

As intensas rajadas de vento superiores a 90 km/h atingiram os municípios de Itá, Concórdia, Joaçaba, Chapecó e Guatambu, durante a noite da segunda-feira e a madrugada da terça-feira, dias 13 e 14, provocando destelhamentos e outras destruições.

Além da ventania, os temporais também provocaram queda de granizo e resultaram em alagamentos principalmente nas regiões extremo oeste, oeste e meio-oeste de Santa Catarina, relatou a Defesa Civil estadual.

Antes do tornado
Imagens geradas pelo Radar Meteorológico de Chapecó demonstravam o deslocamento de uma grande nuvem cumulonimbus do tipo supercélula, com características tornádicas, ou seja, possuindo uma rotação em seu interior entre às 22h50 e 23h15 da segunda-feira, sobre o município de Guatambú e os arredores.

Imagens geradas pelo Radar Meteorológico de Chapecó na noite da segunda-feira, dia 13. Crédito: Divulgação Defesa Civil de SC
Imagens geradas pelo Radar Meteorológico de Chapecó na noite da segunda-feira, dia 13. Crédito: Divulgação Defesa Civil de SC

Outras imagens geradas pelo radar evidenciaram a intensidade da nuvem de tempestade e a formação de um tornado, explica o relatório divulgado pela Defesa Civil.

Imagens geradas pelo Radar Meteorológico de Chapecó na noite da segunda-feira, dia 13. Crédito: Defesa Civil de SC
Imagens geradas pelo Radar Meteorológico de Chapecó na noite da segunda-feira, dia 13. Crédito: Defesa Civil de SC

Também imagens do satélite GOES-16, da NOAA, mostraram a presença de grandes núcleos de tempestades severas no mesmo momento sobre o meio-oeste e nas proximidades de Guatambú. As cores vermelha e preto indicam as áreas de chuva mais intensa.

Estragos de um tornado
O rastro de destruição observado em Guatambú juntamente com relatos de moradores mostraram, por fim, que um tornado passou certamente pela região, embora não há registros da nuvem funil.

Estragos provocados em Guatambú após a passagem de um tornado por volta das 23 horas do dia 13 de setembro. Crédito: Divulgação Defesa Civil de SC
Estragos provocados em Guatambú após a passagem de um tornado por volta das 23 horas do dia 13 de setembro. Crédito: Divulgação Defesa Civil de SC

São telhas de vieram abaixo, telhados completamente arrancados e árvores cortadas ao meio.

Pelo menos três tornados foram confirmados no estado de Santa Catarina em 2020.



Procure no Painel


Links Úteis  |  Imprensa  |  Anuncie  |  Fale Conosco  |  Versão Celular  |   Política de Privacidade

Painelglobal.com.br - Todos os direitos reservados - 2008 - 2021