Quarta-feira, 23 dez 2020 - 14h05
Por Maria Clara Machado

Denso nevoeiro engole centenas de quilômetros do vale central da Califórnia

Toda região do vale central da Califórnia, conhecida como Central Valley ficou submersa em um extenso e denso nevoeiro nos últimos dias, deixando autoridades e a população em alerta. O fenômeno é conhecido na região pelos norte-americanos como tule fog.

A segunda-feira foi mais um dia de denso nevoeiro no Central Valley, na Califórnia. Crédito: Imagem divulgada pelo twitter @niknakaroni
A segunda-feira foi mais um dia de denso nevoeiro no Central Valley, na Califórnia. Crédito: Imagem divulgada pelo twitter @niknakaroni

Conforme a umidade avança do oceano Pacífico nesta época do ano, dá condições à queda de neve na cordilheira da Sierra Nevada e a imensos nevoeiros que atingem o vale central. Embora o tule fog seja belo, traz grande perigo para quem está nas rodovias por conta da forte redução na visibilidade.

Entenda o fenômeno
O tule fog se forma com a chegada do inverno. A luz solar aquece o solo e causa a evaporação, enquanto o forte resfriamento noturno age sobre a umidade suspensa no ar causando a saturação. Se os ventos estiverem calmos, as gotículas de água vão se acumulando até a formação da névoa e nevoeiro bem próximos ao solo. O tule fog tende a ser mais denso antes do amanhecer e só com a luz solar mais forte consegue ficar mais fino.

Imagem por webcam do denso nevoeiro na região do Central Valley, na Califórnia, no dia 21 de dezembro. Crédito: Imagem divulgada pelo twitter @NWSHanford
Imagem por webcam do denso nevoeiro na região do Central Valley, na Califórnia, no dia 21 de dezembro. Crédito: Imagem divulgada pelo twitter @NWSHanford

NWS emite alerta de perigo
O Serviço Meteorológico Nacional (NWS) em Hanrold, na Califórnia, emitiu alerta para este tipo de nevoeiro por vários dias de dezembro. Os motoristas podem encontrar visibilidade zero e situação de perigo em lugares do vale central e são advertidos a terem toda a atenção, reduzindo a velocidade e ativando os faróis médios. Ontem, o alerta para denso nevoeiro chegou de novo ao nível 5 com visibilidade zero em vários trechos do vale central.

Imagens de satélite mostram o avanço do nevoeiro sobre o Central Valley, na Califórnia entre os dias 19 e 21 de dezembro. Crédito: NASA.
Imagens de satélite mostram o avanço do nevoeiro sobre o Central Valley, na Califórnia entre os dias 19 e 21 de dezembro. Crédito: NASA.

Imagens em cores naturais foram adquiridas pelos satélites Terra e Aqua, da NASA, há poucos dias, entre 19 e 21 de dezembro, indicam o avanço do nevoeiro por centenas de quilômetros do vale central da Califórnia.

O lado benéfico do nevoeiro é que o fenômeno acaba impedindo a luz direta do sol sobre as árvores frutíferas e nozes, que precisam desta pausa durante o inverno sob temperaturas mais baixas para posteriormente serem mais produtivas.

Os cientistas observam, entretanto, que o tule fog tem se formado com menos frequência na Califórnia durante as últimas décadas. Utilizando imagens de satélite, pesquisadores da Universidade da Califórnia em Berkeley, constataram que os dias com denso nevoeiro diminuíram 46% no período entre 1981 e 2014.

Menos dias de nevoeiro correspondem a menos dias de baixa temperatura e assim outros estudos confirmam que as árvores do vale vêm sendo expostas a centenas de horas de menos frio por ano.

Acesse também:

Milhares de anos de erupções do vulcão Newberry vistas do espaço



Procure no Painel


Links Úteis  |  Imprensa  |  Anuncie  |  Fale Conosco  |  Versão Celular  |   Política de Privacidade

Painelglobal.com.br - Todos os direitos reservados - 2008 - 2021