Quinta-feira, 4 nov 2021 - 16h11
Por Maria Clara Machado

Emissões do vulcão de La Palma avançam outra vez em direção aos Açores

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) fez um alerta para a chegada de dióxido de enxofre e de partículas de aerossol de sulfato no arquipélago dos Açores. As emissões são provenientes da atividade vulcânica do Cumbre Vieja, na ilha espanhola de La Palma, nas Canárias, ao sudeste do território português.

Previsão da quantidade total de dióxido de enxofre para o dia 3 de novembro. O gás e as partículas chegaram a região dos Açores pela segunda vez desde o começo da erupção do Cumbre Vieja em 19 de setembro. Crédito: IPMA/ECMWF/Copernicus
Previsão da quantidade total de dióxido de enxofre para o dia 3 de novembro. O gás e as partículas chegaram a região dos Açores pela segunda vez desde o começo da erupção do Cumbre Vieja em 19 de setembro. Crédito: IPMA/ECMWF/Copernicus

É a segunda vez que os efeitos da erupção do Cumbre Vieja são sentidos nos Açores desde o despertar do vulcão em 19 de setembro. Uma situação semelhante ocorreu no final de setembro e início de outubro.

O IPMA informou que o avanço das partículas levadas pelo vento por mais de 1300 quilômetros causa uma redução na visibilidade como uma espécie de neblina.

O modelo do Serviço de Monitorização Atmosférica do programa Copernicus (ECMWF) mostra o aumento da concentração de dióxido de enxofre e de partículas de aerossol na superfície do arquipélago português no dia 3 de novembro.

Embora a concentração do gás e das partículas seja verificada a 5000 metros de altitude, a previsão também indicou a concentração de dióxido de enxofre mais próximo à superfície.

Ainda de acordo com o Instituto Português, a situação deve melhorar a partir desta quinta-feira, dia 4 em todo o arquipélago dos Açores, em razão da previsão de chuva forte, que coloca inclusive a região em alerta amarelo.

Modelo indica a presença de partículas de aerossol de sulfato sobre o arquipélago dos Açores no dia 3 de novembro. Crédito: IPMA/ECMWF/Copernicus
Modelo indica a presença de partículas de aerossol de sulfato sobre o arquipélago dos Açores no dia 3 de novembro. Crédito: IPMA/ECMWF/Copernicus

Difícil de respirar
As autoridades em La Palma precisaram tomar mais medidas por causa do aumento excessivo de dióxido de enxofre em La Palma desde o fim de semana. As partes oeste e noroeste da ilha são as mais afetadas e a qualidade do ar piorou muito, o que levou o fechamento de escolas e a emissão de avisos para que a população permanecesse em casa.

Ontem, dia 3, uma chuva de cinzas voltou a fechar o aeroporto de La Palma e o tráfego aéreo com outras ilhas das Canárias continua bastante comprometido.

O vulcão Cumbre Vieja continua em atividade com constantes emissões de vários fluxos de lava, grandes rochas, gases e muita fumaça há 46 dias.

Acesse também:

Volume de cinzas lançado pelo Cumbre Vieja é o maior desde o começo da erupção

Praias do Japão são invadidas por monstruosa quantidade de pedras vulcânicas



Procure no Painel


Links Úteis  |  Imprensa  |  Anuncie  |  Fale Conosco  |  Versão Celular  |   Política de Privacidade

Painelglobal.com.br - Todos os direitos reservados - 2008 - 2022