Terça-feira, 6 out 2020 - 17h31
Por Maria Clara Machado

Furacão Delta é categoria 4 e está a caminho da Península de Yucatán

A tempestade tropical Delta evoluiu para um furacão sobre o mar do Caribe e velozmente atingiu a categoria 4, na escala de ventos Saffir-Simpson, tornando-se o terceiro grande furacão da temporada do Atlântico 2020. A Península de Yucatán, Cuba e o sul dos Estados Unidos se preparam para a passagem do potente furacão.

Imagem de satélite mostra o grande furacão Delta próximo à Cuba e à Península de Yucatán, no México, no dia 6 de outubro. As nuvens sobre a Península de Yucatán ainda são resquícios da tempestade tropical Gama. Crédito: NOAA/GOES-East
Imagem de satélite mostra o grande furacão Delta próximo à Cuba e à Península de Yucatán, no México, no dia 6 de outubro. As nuvens sobre a Península de Yucatán ainda são resquícios da tempestade tropical Gama. Crédito: NOAA/GOES-East

O furacão Delta ganhou força rapidamente e em menos de 24 horas transformou-se num poderoso sistema com ventos máximos sustentados de 220 km/h na tarde de terça-feira. Sua velocidade é de 26 km/h rumo ao oeste-noroeste, seguindo para a Península de Yucatán, no México.

O trajeto inicial de Delta sofreu uma alteração e a nova projeção do Centro Nacional de Furacões dos Estados Unidos é de que o olho de Delta passe em cima da costa nordeste da Península de Yucatán, o que deve acontecer entre a noite de hoje e a quarta-feira.

Segundo informações do NHC, o furacão Delta está a 420 quilômetros ao leste-sudeste da Ilha turística mexicana Cozumel. A ponta nordeste e a costa norte da Península de Yucatán já estava sendo afetada pela tempestade tropical Gama e seus resquícios nos últimos dias.

Saiba mais ouvindo nosso Podcast Cuba e EUA no caminho do furacão Delta

Aviso de furacão!
Um aviso de furacão está em vigor para Cozumel e toda a área entre as cidades de Tulum, Cancún e Dzilam, sobre a ponta nordeste da Península de Yucatán. Essas áreas serão impactadas diretamente pelo furacão Delta.

Já o oeste de Cuba e a Ilha da Juventude que estavam com aviso de furacão, passaram ao aviso de tempestade tropical, ainda assim terão as conseqüências de Delta como ventos muito intensos durante a noite desta terça-feira.

É possível que o grande furacão Delta enfraqueça um pouco ao passar pela Península de Yucatán, mas deve ganhar força sobre o Golfo do México na sua trajetória rumo aos Estados Unidos, afirma o NHC.

Delta vai produzir tempestades extremamente perigosas com aumento da maré, que poderá ficar acima de 3 metros do nível normal e provocar ondas destrutivas na costa de Yucatán. O volume de chuva máximo deve atingir 250 milímetros na parte mexicana e até 100 milímetros na parte cubana e sobre as Ilhas Cayman, prevê o NHC.

Trajeto estimado para o grande furacão Delta. Crédito: NHC.
Trajeto estimado para o grande furacão Delta. Crédito: NHC.

Louisiana em alerta
Os estados da Louisiana, Mississipi e Alabama, no sul dos Estados Unidos, estão novamente na rota de um furacão. Delta deve atingir a costa entre a próxima sexta-feira e o sábado, com estimativa de fortes chuvas e inundações urbanas.

A costa central do Golfo já recebeu dois furacões nesta temporada de 2020. O furacão Laura, atingiu a categoria 4 e entrou pela Louisiana no final de agosto e o furacão Sally chegou à categoria 2 tocando o solo pelo Alabama na primeira quinzena de setembro.

Os furacões Laura, Teddy e Delta são os grandes furacões da temporada do Atlântico até o momento.



Procure no Painel


Links Úteis  |  Imprensa  |  Anuncie  |  Fale Conosco  |  Versão Celular  |   Política de Privacidade

Painelglobal.com.br - Todos os direitos reservados - 2008 - 2021