Domingo, 11 out 2020 - 22h10
Por Maria Clara Machado

Furacão Delta provoca mais destruição e tornados no sul dos EUA

O furacão Delta tocou o solo da Louisiana com categoria 2 na escala Saffir-Simpson e ventos sustentados perto de 160 km/h e começou seu rastro de destruição partir sexta-feira à tarde. As inundações foram maiores que as do furacão Laura, que atingiu a mesma região no mês de agosto. Pelo menos dois tornados ocorreram na Geórgia.

Lake Charles, na Louisiana, foi atingida por mais inundações no sábado, após a passagem do furacão Delta. A região ainda se recupera do furacão Laura e tem inúmeras casas com telhados danificados cobertos por lonas azuis. Crédito: Imagem divulgada pelo twitter @Bryn Stole
Lake Charles, na Louisiana, foi atingida por mais inundações no sábado, após a passagem do furacão Delta. A região ainda se recupera do furacão Laura e tem inúmeras casas com telhados danificados cobertos por lonas azuis. Crédito: Imagem divulgada pelo twitter @Bryn Stole

Os ventos intensos que acompanharam as fortes tempestades deixaram mais de 600 mil casas e empresas sem energia elétrica ao longo da Costa do Golfo no sábado.

Delta atingiu a costa perto de onde o furacão Laura entrou no mês de agosto. Lake Charles, por exemplo, ainda se recupera dos ventos destrutivos do furacão Laura e há telhados de inúmeras casas cobertos por lonas azuis, enquanto destroços continuam pelas ruas. Segundo autoridades, em algumas áreas a energia elétrica só havia sido recuperada na semana passada.

Cerca de 3 milhões de pessoas ficaram sob risco de inundações repentinas. O rastro de destruição com linhas de energia e árvores derrubadas, estradas inundadas e destroços espalhados ocorreu em amplas áreas, especialmente no sudoeste da Louisiana e divisa com Texas, e a morte de um homem de 86 anos foi reportada. Pelo menos 9400 moradores foram evacuados deixando rodovias congestionadas, antes da chegada de Delta.

O prefeito de Lake Charles, Nic Hunter, declarou que as inundações provocadas pela passagem do furacão Delta foram maiores na comparação com Laura há seis semanas. Os danos se acumularam e o caminho de recuperação será longo, afirmou Hunter.

No sudeste do Texas, as autoridades disseram que irão precisar de cinco dias a uma semana para restaurar a energia elétrica de cerca de 50 mil clientes da Entergy Texas, também bastante afetado pela chegada do furacão Delta.

Cenário de destruição às margens da rodovia Louisiana Hwy 82, após a passagem do furacão Delta no sábado. Crédito: Imagem divulgada pelo twitter @AlaSormTracker @ChrisJacksonSC
Cenário de destruição às margens da rodovia Louisiana Hwy 82, após a passagem do furacão Delta no sábado. Crédito: Imagem divulgada pelo twitter @AlaSormTracker @ChrisJacksonSC

Tornados
Mesmo após ter enfraquecido ao avançar pelo interior do continente, os resquícios de Delta como tempestade geraram pelo menos dois tornados no centro da Geórgia deixando duas pessoas feridas no sábado, segundo informações do Serviço Nacional de Meteorologia.

O primeiro tornado foi classificado como um EF1, atingindo Covington, ao leste de Atlanta e o segundo como um EF0, atingindo o condado de Pike, ao sul de Atlanta.

A Geórgia amanheceu o domingo com 400 mil residências e empresas no escuro.

Temporada histórica
A temporada de furacões do Atlântico 2020 já é histórica somando vinte e cinco tempestades até o momento. A primeira lista oficial com os nomes dos furacões foi até o fim e o NHC nomeia as tempestades seguindo agora o alfabeto grego. Esta temporada já superou a de 2005, também considerada extrema.



Procure no Painel


Links Úteis  |  Imprensa  |  Anuncie  |  Fale Conosco  |  Versão Celular  |   Política de Privacidade

Painelglobal.com.br - Todos os direitos reservados - 2008 - 2021