Terça-feira, 11 ago 2020 - 09h55
Por Maria Clara Machado

Furacão Elida pode atingir categoria 2 ao largo da Baixa Califórnia

Um novo furacão se formou sobre as águas do Pacífico Leste e atua a cerca de 400 quilômetros ao sudoeste da ponta sul da Baixa Califórnia. Batizado de Elida, o furacão está na categoria 1 na escala de ventos Saffir-Simpson, com rajadas de 150 km/h na manhã desta terça-feira.

Imagem de satélite mostra a formação do furacão Elida ao sudoeste da ponta sul da Baixa Califórnia, território mexicano. Crédito: Windy/EUMETSAT
Imagem de satélite mostra a formação do furacão Elida ao sudoeste da ponta sul da Baixa Califórnia, território mexicano. Crédito: Windy/EUMETSAT

Apesar da proximidade com a Baixa Califórnia, Elida terá um deslocamento rumo oeste-noroeste, se afastando, portanto, das áreas costeiras.

Há uma tendência de fortalecimento do furacão nas próximas 24 horas podendo atingir a categoria 2 com rajadas de vento superiores a 160 km/h, mas a tormenta deve influenciar mesmo somente as áreas oceânicas, avalia o Centro Nacional de Furacões dos Estados Unidos.

Elida deve começar a perder força na quinta-feira quando será rebaixado para a condição de depressão tropical. Ainda poderá sobreviver sobre as águas do Pacífico Leste até o sábado, afastado no oceano paralelo à Baixa Califórnia.

O NHC não emitiu avisos de perigos costeiros. Os avisos estão restritos às ondas que o furacão Elida pode gerar sobre áreas litorâneas do centro-oeste do México e do sul da Baixa Califórnia por dois dias. Assim, a recomendação é evitar o surf na região, com risco à vida.

Imagem de satélite mostra a localização do furacão Elida e várias instabilidades que atuam sobre a região do Pacífico leste nesta terça-feira. Crédito: Windy/EUMETSAT.
Imagem de satélite mostra a localização do furacão Elida e várias instabilidades que atuam sobre a região do Pacífico leste nesta terça-feira. Crédito: Windy/EUMETSAT.

Nova tempestade deve se formar sobre o Pacífico Central
Enquanto do furacão Elida atua na parte leste do Pacífico, os meteorologistas já monitoram a alta probabilidade de uma tempestade tropical se formar mais perto do Pacífico Central nos próximos dias.

Há pouco mais de duas semanas, o furacão Douglas ganhou força na região e alcançou o arquipélago do Havaí. Douglas foi o primeiro furacão da temporada 2020 do Pacífico.

O Centro Nacional de Furacões dos Estados Unidos observa por enquanto, chuvas desorganizadas a cerca de 2900 quilômetros de Hilo. Há 70% de chance de uma tempestade se formar e mover-se rumo a oeste em direção ao Pacífico Central, afirmar o NHC.

Furacões no Atlântico
Dois furacões também já se formaram nesta temporada no Atlântico Norte e região do Caribe.

O primeiro foi o furacão Hanna que cresceu no Golfo do México e atingiu o Texas. O mais recente, o furacão Isaias, nasceu a partir de uma tempestade tropical entre Porto Rico e a República Dominicana, atravessou as Bahamas e contornou vários estados do leste dos Estados Unidos conseguindo alcançar Nova York.



Procure no Painel


Links Úteis  |  Imprensa  |  Anuncie  |  Fale Conosco  |  Versão Celular  |   Política de Privacidade

Painelglobal.com.br - Todos os direitos reservados - 2008 - 2021