Terça-feira, 17 mai 2022 - 10h08
Por Maria Clara Machado

Marinha comunica a formação da tempestade Yakecan na costa do Rio Grande do Sul

A Marinha do Brasil alertou em comunicado oficial ontem à noite, para a formação da tempestade subtropical Yakecan próxima a costa do Rio Grande do Sul durante esta terça-feira, dia 17. Yakecan deve ter uma trajetória pouco comum em direção ao continente e os centros de meteorologia acompanham o sistema com atenção emitindo alertas.

Mapa mostra a circulação dos ventos em superfície ao largo da costa do Rio Grande do Sul e do Uruguai. Crédito: WINDY
Mapa mostra a circulação dos ventos em superfície ao largo da costa do Rio Grande do Sul e do Uruguai. Crédito: WINDY

A formação de uma baixa pressão sobre o mar e a evolução do sistema para uma tempestade subtropical vem sendo monitorada atentamente pela meteorologia e a Defesa Civil desde o começo da semana. A formação do fenômeno em águas ao sul do Atlântico Sul, assim como sua trajetória, é apontada como incomum.

Ciclone raro deixa em perigo o Sul do Brasil, o Uruguai e a Argentina

Som do Céu
Para a Marinha nomear a tempestade existiu a colaboração de dados e análises de especialistas do Instituto Nacional de Meteorologia (INMET), o Centro Integrado de Meteorologia Aeronáutica da Força Aérea Brasileira (CIMAER/FAB), Centro de Previsão do Tempo e Estudos Climáticos (CPTEC/INPE), o Serviço Nacional Meteorológico (SMN) da Argentina e da Administração Nacional Oceânica e Atmosférica (NOAA).

A formação da tempestade Yakecan acontece a aproximadamente a 900 quilômetros a sudeste da costa do Rio Grande do Sul com ventos estimados em 88 km/h nos setores sul e sudoeste e em 75 km/h nos setores noroeste e norte do sistema, fala o aviso da Marinha.

Além da forte intensidade, o deslocamento previsto para Yakecan é rumo oeste-noroeste, ou seja, em direção ao continente, entre a noite de hoje (17) e a noite da quarta-feira (18).
O nome Yakecan vem do tupi-guarani e significa som do céu. A nomenclatura de tempestades subtropicais no Brasil é oficialmente estabelecida pela Marinha e seguem uma lista de nomes indígenas.

Ventos intensos, ressaca e muito frio
A tempestade subtropical deixa em alerta as proximidades do litoral do Rio Grande do Sul e o sul de Santa Catarina até Laguna, para ventos intensos com rajadas que poderão atingir 110 km/h até a quinta-feira, dia 19.

Imagem de satélite desta terça-feira, dia 17, mostra a área de nuvens circular em evolução ao largo do Rio Grande do Sul. Cédito: EUMETSAT/WINDY
Imagem de satélite desta terça-feira, dia 17, mostra a área de nuvens circular em evolução ao largo do Rio Grande do Sul. Cédito: EUMETSAT/WINDY

As rajadas vento também serão fortes podendo chegar a 80 km/h ao norte de Laguna, no litoral de Santa Catarina até Arraial do Cabo, no Rio de Janeiro, no mesmo período.
O aviso da Marinha do Brasil em vigor é para mar grosso e muito grosso, com ondas entre 3 a 6 metros em alto mar entre o Rio Grande do Sul e o sul de Santa Catarina até Laguna, sendo válido até dia 19.

Ondas de 3 a 5 metros serão observadas entre as outras áreas litorâneas de Santa Catarina até sul de Arraial do Cabo, no Rio de Janeiro.

A Marinha alerta para ressaca no litoral do Rio Grande do Sul e o sul de Santa Catarina até dia 19 e entre o Paraná, São Paulo e o Rio de Janeiro principalmente nos dias 18 e 19.

A combinação da área da tempestade subtropical com uma forte massa polar que está no Sul do Brasil dá as condições necessárias para a queda da primeira neve do ano no Brasil.

Hoje já nevou em Urupema, na serra de Santa Catarina e a temperatura caiu a -2°C. Os ventos intensos aumentam muito a sensação de frio no Rio Grande do Sul e em Santa Catarina e os alertas permanecem.

No estado de São Paulo o frio aumenta durante esta terça-feira e deve atingir o pico na madrugada da quarta-feira. A meteorologia prevê temperaturas mínimas abaixo de 10°C na região metropolitana de São Paulo e abaixo de 5°C em áreas do interior paulista.

Acesse também:

La Niña vai continuar e inverno pode ser rigoroso no Brasil

Ouça o Podcast É tempo de preparação para a nova temporada de furacões



Procure no Painel


Links Úteis  |  Imprensa  |  Anuncie  |  Fale Conosco  |  Versão Celular  |   Política de Privacidade

Painelglobal.com.br - Todos os direitos reservados - 2008 - 2022