Segunda-feira, 25 jan 2021 - 09h34
Por Maria Clara Machado

Moçambique tem milhares de desabrigados após passagem do ciclone Eloise

O ciclone tropical Eloise completou sua trajetória ao atingir fortemente Moçambique, pela costa leste da África do Sul durante o fim de semana. Dias antes Eloise atravessou Madagascar e o Canal de Moçambique. Quase sete mil pessoas em Moçambique estão desabrigadas.

Imagem aérea de Quelimane, a 300 quilômetros de Beira, em Moçambique após chuvas torrenciais provocadas pelo ciclone tropical Eloise. Crédito: Divulgação pelo twitter da Organização Meteorológica Mundial @WMO
Imagem aérea de Quelimane, a 300 quilômetros de Beira, em Moçambique após chuvas torrenciais provocadas pelo ciclone tropical Eloise. Crédito: Divulgação pelo twitter da Organização Meteorológica Mundial @WMO

Eloise provocou chuvas torrenciais de 200 milímetros e grandes inundações ao tocar o solo de Beira, pela província de Sofala, em Moçambique, com ventos superiores a 150 km/h equivalente a um furacão categoria 2 no sábado.

Ao avançar pelo interior, o ciclone tropical Eloise levou muita chuva também para províncias do Zimbábeu e Suazilândia, na ordem de 120 milímetros, reportou o Serviço de Meteorologia da África do Sul. Barragens importantes como a Manyuchi e a Tugwi Mukosi transbordaram deixando comunidades em alerta máximo.

Eloise causou graves inundações
O Instituto Nacional de Gestão e Redução do Risco de Desastres (INGD) divulgou ontem, dia 24, que cerca de 6850 pessoas foram deslocadas por conta das inundações e fez um apelo por ajuda urgente de suprimentos básicos como comida, água potável, cobertores e abrigos. As linhas de energia caíram e árvores bloquearam estradas, o que esta dificultando o alcance às famílias mais vulneráveis.

Os primeiros levantamentos do INGD são de mais de 136 mil hectares de plantações destruídos, nove escolas e onze hospitais danificados, além de 1069 casas destruídas e mais de 3 mil parcialmente danificadas pelas inundações. Pelo menos três pessoas morreram nas enchentes no Zimbábue.

Imagem de satélite do ciclone tropical Eloise muito perto de tocar o solo de Moçambique na última sexta-feira, dia 22. Graves inundações aconteceram nas mesmas áreas devastadas pelo ciclone tropical Idai em março de 2019. Crédito: NASA.
Imagem de satélite do ciclone tropical Eloise muito perto de tocar o solo de Moçambique na última sexta-feira, dia 22. Graves inundações aconteceram nas mesmas áreas devastadas pelo ciclone tropical Idai em março de 2019. Crédito: NASA.

Há dois anos região foi devastada por Idai
Há quase dois anos, Beira que é a segunda maior cidade da África do Sul, foi fortemente atingida pelo ciclone tropical Idai. Na ocasião, foram mais de mil mortos em Moçambique, Malaui e Zimbábue com o impacto de Idai.

Acesse também:

Madagascar e África do Sul enfrentam chegada do ciclone tropical Eloise



Procure no Painel


Links Úteis  |  Imprensa  |  Anuncie  |  Fale Conosco  |  Versão Celular  |   Política de Privacidade

Painelglobal.com.br - Todos os direitos reservados - 2008 - 2021