AGRADECIMENTOS

Agradecemos a todos os colaboradores do Painel Global que têm tornado possível a continuidade do nosso trabalho, permitindo que os conteúdos permaneçam gratuitos e acessíveis a todos.

Nosso Muito Obrigado!

A campanha continua. Colabore também. Clique aqui.

Segunda-feira, 31 ago 2020 - 16h26
Por Maria Clara Machado

O que causou o enxame sísmico na Bahia?

Um enxame sísmico com vários tremores de terra na sequência, o maior deles de magnitude 4.6, atingiu a região do Recôncavo Baiano durante o domingo, 30 de agosto, assustando moradores de 43 cidades da Bahia. Mais um tremor de terra voltou a ser sentido nesta madrugada desta segunda-feira elevando para 12 o total de abalos até agora.

Rachadura no solo na cidade de Mutuípe, na Bahia, após intenso tremor de terra registrado no domingo, 30 de agosto. Crédito: Divulgação Prefeitura de Mutuípe/BA.
Rachadura no solo na cidade de Mutuípe, na Bahia, após intenso tremor de terra registrado no domingo, 30 de agosto. Crédito: Divulgação Prefeitura de Mutuípe/BA.

Foram oito tremores de terra que aconteceram durante a manhã de domingo, entre às 7h44 e às 9h21, no horário de Brasília, com intensidade entre 1.6 e 4.6 magnitudes.
O Serviço Geológico dos Estados Unidos (USGS) validou o tremor de magnitude 4.6, com epicentro localizado a 6 quilômetros de Jequiriçá e a 6 quilômetros de Mutuípe, na Bahia e com 10 quilômetros de profundidade.

Os tremores de terra também foram detectados por estações do Observatório Sismológico de Brasília e o Centro de Sismologia da Universidade de São Paulo. Após o exame sísmico na manhã do domingo, novos tremores voltaram a acontecer às 10h41, às 18h09 e às 18h11, no horário de Brasília.

Outro tremor de magnitude 3.5 atingiu a mesma região entre Jequiriça, Mutuípe e Amargosa às 3h41 desta segunda-feira, dia primeiro de setembro. O total chega a 12 tremores de terra até o momento.

O que pode ter causado tantos tremores na sequencia?

O diretor do Apolo11, Rogério Leite, explica que não é incomum tremores de terra na Bahia, mas chamou a atenção o tremor de 4.6 magnitudes, que é considerado um valor elevado para os padrões brasileiros.

“É muito provável que ocorreram acomodações naturais de terra ao longo de falhas geológicas, que ainda não foram muito bem estudadas e documentadas. Essas acomodações de terra podem ser causadas por diversos fatores, como desmoronamentos em baixa profundidade ou até por depósito de água acumulada, que também desmorona”, explica Leite.

O diretor do Apolo11 acrescenta que tremores provocados por acomodações naturais de terra geralmente são fracos e na maioria das vezes praticamente imperceptível, além disso, os abalos podem durar vários dias.

Ouça aqui o podcast O que causou 12 tremores de terra na Bahia?

Leia mais no Apolo11: Onde estão localizadas as falhas geológicas brasileiras



Procure no Painel


Links Úteis  |  Imprensa  |  Anuncie  |  Fale Conosco  |  Versão Celular  |   Política de Privacidade

Painelglobal.com.br - Todos os direitos reservados - 2008 - 2020