Segunda-feira, 24 mai 2021 - 10h25
Por Maria Clara Machado

O que o ciclone extratropical ainda vai fazer na costa do Brasil esta semana

Um ciclone extratropical, considerado intenso pelos meteorologistas por causa da pressão muito baixa em seu centro, provocou ventania em partes da Argentina, do Uruguai e do Brasil durante o fim de semana. O fenômeno está sobre o mar e mantém em vigor alguns avisos importantes para os próximos dias.

Imagem de satélite mostra um ciclone extratropical em alto mar na altura do Rio Grande do Sul às 11h40 UTC desta segunda-feira. Crédito: NOAA/GOES-16/Apolo11.com
Imagem de satélite mostra um ciclone extratropical em alto mar na altura do Rio Grande do Sul às 11h40 UTC desta segunda-feira. Crédito: NOAA/GOES-16/Apolo11.com

Que ciclone é esse?
O fenômeno se formou sobre a província de Buenos Aires e o Rio da Prata, na Argentina, no sábado, dia 22, e registrou uma pressão mínima de 990 hPa (hectopascal) recorde na região, de acordo com o Serviço Meteorológico Nacional da Argentina (SMN). As rajadas de vento se aproximaram de 100 km/h em alguns locais.

Início da formação do ciclone extratropical entre a província de Buenos Aires e o Uruguai, no dia 22 de maio. Crédito: Imagem Worldview/NASA
Início da formação do ciclone extratropical entre a província de Buenos Aires e o Uruguai, no dia 22 de maio. Crédito: Imagem Worldview/NASA

O ciclone extratropical avançou para o mar e sua posição ficou entre o Uruguai e o Rio Grande do Sul, as áreas mais impactadas durante o domingo, dia 23.

Quase todo o Uruguai passou o dia em duplo alerta amarelo para chuvas intensas em pouco tempo e rajadas de vento de 80 km/h, pelo Instituto Uruguaio de Meteorologia (Inumet).

Os ventos fortes, que vieram juntamente com o frio, provocaram queda de energia elétrica ontem em municípios do sul do Rio Grande do Sul.

O ciclone extratropical atuou ontem, dia 23 de maio, próximo ao Rio Grande do Sul. Crédito: Imagem Worldview/NASA.
O ciclone extratropical atuou ontem, dia 23 de maio, próximo ao Rio Grande do Sul. Crédito: Imagem Worldview/NASA.

Alertas para esta semana
É fácil perceber nas imagens de satélite que o ciclone ainda está atuando na altura do Rio Grande do Sul, mas afastado em alto mar. A meteorologia prevê rajadas de vento para o sul e o leste gaúcho durante esta segunda-feira, dia 24, menos intensas do que ontem, divulgou a MetSul.

A maior preocupação está sobre o oceano e há novos alertas emitidos pela Marinha do Brasil.

A Marinha do Brasil emitiu aviso de mar grosso e alto para o trecho do Arroio Chuí (RS) e Cabo de Santa Marta (SC) que vale até a manhã da quarta-feira. Pode ocorrer ressaca até a manhã da terça-feira, com ondas de até 2,5 metros.

As áreas oceânicas, entre o Cabo de Santa Marta (SC) e Cabo Frio (RJ) vão continuar com mar grosso e vento forte pelo menos até a quarta-feira por influência do ciclone extratropical. A Marinha prevê ondas de 3 a 7 metros de altura em alto mar.

Nas áreas costeiras do mesmo trecho os ventos continuam e há aviso de ressaca a partir de amanhã. Entre Santos (SP) e Cabo de São Tomé (RJ) as ondas poderão alcançar 2,5 metros.

Ventania no litoral paulista
Os ventos foram muito fortes no litoral de São Paulo durante o sábado e assustaram os moradores de Santos. Medições em alguns bairros indicaram rajadas de vento acima de 70 km/h e a Defesa Civil confirmou que as rajadas de vento chegaram a 72 km/h.

A ventania provocou danos na fiação elétrica e queda de árvores, mas não houve feridos.

Próximo à praia e no mar os ventos foram ainda mais intensos passando de 100 km/h, segundo informações da imprensa local.

Acesse também:

Temporada de furacões no Atlântico de 2021 vai ser muito ativa novamente



Procure no Painel


Links Úteis  |  Imprensa  |  Anuncie  |  Fale Conosco  |  Versão Celular  |   Política de Privacidade

Painelglobal.com.br - Todos os direitos reservados - 2008 - 2021