Sexta-feira, 30 jul 2021 - 10h41
Por Maria Clara Machado

Onda de frio faz cidade de São Paulo registrar -3°C em estações do CGE

A massa polar de forte intensidade que entrou no estado de São Paulo nos últimos três dias intensificou ainda mais o frio na madrugada como foi alertado pelos órgãos de meteorologia. A nova onda de frio rigorosa fez a temperatura mínima na capital cair abaixo de zero em estações do CGE. Já a temperatura mínima oficial no Mirante de Santana foi de 4,3°C registrada pelo INMET.

Amanhecer com geada no Centro Universitário FEI, em São Bernardo do Campo, na Grande São Paulo. Crédito: Imagem divulgada pelo twitter @FEI online
Amanhecer com geada no Centro Universitário FEI, em São Bernardo do Campo, na Grande São Paulo. Crédito: Imagem divulgada pelo twitter @FEI_online

Frio recorde em 5 anos
Existia uma expectativa por parte da meteorologia da temperatura mínima oficial ficar abaixo de 3,5°C. Se isto se concretizasse seria a menor temperatura em 27 anos na estação do Mirante do Santana, na zona norte da cidade de São Paulo.

No entanto esse recorde não foi batido e a temperatura mínima no Mirante de Santana foi de 4,3°C ao amanhecer, sendo a menor em 5 anos e a segunda mais baixa em 21 anos pelos dados do Instituto Nacional de Meteorologia (INMET).

Zona sul com frio abaixo de zero e mais geada
Já o Centro de Gerenciamento de Emergências da Prefeitura da cidade de São Paulo (CGE) registrou recorde de menor temperatura média desde o início das medições em 2004, com variações de mínimas entre 3°C e 5°C em muitas estações. O frio mais rigoroso em 17 anos.

Assim como a onda de frio da semana passada, os termômetros ficaram abaixo de zero em áreas do extremo sul da Grande São Paulo. Estações meteorológicas do CGE registraram -0,4°C em Santana do Parnaíba, -2°C na Capela do Socorro e -3°C em Engenho Marsilac e houve geada em vários pontos da região metropolitana.

A Defesa Civil emitiu alerta de frio intenso na cidade de São Paulo na quarta-feira, dia 28. As informações divulgadas pela Polícia Militar são da morte de um morador de rua em razão das baixas temperaturas.

A Prefeitura de São Paulo realizou várias ações para acolher os moradores de rua especialmente nas duas últimas madrugadas, disponibilizando tendas para pernoitar com distribuição de sopas, cobertores e agasalhos. A estação de metrô D Pedro II e Igrejas também funcionaram como abrigos temporários.

As previsões ainda indicam frio nas próximas madrugadas, porém com menor intensidade sem novos recordes.

Acesse também:

Dezenas de estações têm mínimas negativas na madrugada mais fria do ano no Sul



Procure no Painel


Links Úteis  |  Imprensa  |  Anuncie  |  Fale Conosco  |  Versão Celular  |   Política de Privacidade

Painelglobal.com.br - Todos os direitos reservados - 2008 - 2021