Segunda-feira, 20 dez 2021 - 12h06
Por Maria Clara Machado

Passagem do super tufão Rai deixa mais de 370 vítimas fatais nas Filipinas

A quantidade de vítimas fatais nas Filipinas em decorrência da passagem do super tufão Rai disparou nos últimos dias. As autoridades atualizaram os números e falam em 375 mortos e 56 desaparecidos até esta segunda-feira, dia 20. A Cruz Vermelha faz um apelo emergencial pedindo ação internacional urgente de socorro às vítimas do tufão. Rai é no momento uma tempestade tropical e está sobre o mar sul da China.

Super tufão Rai foi o décimo quinto da temporada de tufões do Pacífico asiático de 2021. Crédito: NASA
Super tufão Rai foi o décimo quinto da temporada de tufões do Pacífico asiático de 2021. Crédito: NASA

Perguntas e respostas sobre os impressionantes tornados dos EUA

Devastação generalizada
O super tufão Rai tocou o solo pela ilha de Siargao, no leste das Filipinas, com categoria 5 e ventos destruidores de 260 km/h na última quinta-feira, dia 16. Rai atravessou o arquipélago pelo sul e o centro levando chuvas torrenciais e inundações severas generalizadas para vilas e cidades impactando pelo menos 30 milhões de pessoas.

Área devastada nas Filipinas após passagem do super tufão Rai. Número de vítimas fatais passa de 370. Crédito: Divulgação Cruz Vermelha Filipina
Área devastada nas Filipinas após passagem do super tufão Rai. Número de vítimas fatais passa de 370. Crédito: Divulgação Cruz Vermelha Filipina

Segundo o presidente da Cruz Vermelha Filipina, Richard Gordon, a destruição é completa nas áreas costeiras com casas, hospitais, escolas e edifícios comunitários arrasados pelo super tufão e será um longo caminho de reconstrução.

O super tufão Rai, o décimo quinto fenômeno da temporada de 2021 no Pacífico asiático, foi considerado uma das tempestades mais poderosas já registradas sobre o sul da região. As Filipinas são normalmente atingidas por tempestades e tufões sendo cerca de 20 sistemas por ano.

Super tufão visto do espaço
Uma impressionante imagem de satélite foi adquirida no início da tarde do dia 16 de dezembro pelo satélite Suomi-NPP, da NASA, quando o super tufão Rai sustentava ventos de 240 km/h. Todo o arquipélago das Filipinas estava dentro da tormenta.

Imagem de satélite mostra todo o arquipélago das Filipinas engolido pelo super tufão Rai no dia 16 de dezembro. Crédito: NASA
Imagem de satélite mostra todo o arquipélago das Filipinas engolido pelo super tufão Rai no dia 16 de dezembro. Crédito: NASA

Outra imagem do dia seguinte da chegada de Rai, em 17 de dezembro, capturada pelo satélite Terra, da NASA, mostra a imensa tempestade já sobre o oeste das Filipinas, quando os ventos máximos estavam em 180 km/h.

Imagem de satélite mostra o tufão Rai ao oeste das Filipinas em 17 de dezembro. Crédito: NASA
Imagem de satélite mostra o tufão Rai ao oeste das Filipinas em 17 de dezembro. Crédito: NASA

Enfraquecimento esperado
De acordo com o Joint Typhoon Warning Center (JTWC), Rai foi rebaixado para uma tempestade tropical e se desloca produzindo ventos de 81 km/h ao leste de Hainan, sobre o mar sul da China, na tarde desta segunda-feira.

Rai deve contornar a costa até a altura de Hong Kong, afastado pelo oceano, enfraquecendo totalmente até o final da terça-feira.

Trajeto final da tempestade Rai, que deve enfraquecer totalmente na terça-feira. Crédito: JTWC
Trajeto final da tempestade Rai, que deve enfraquecer totalmente na terça-feira. Crédito: JTWC

Acesse também:

Super Tufão Rai impacta as Filipinas com ventos arrasadores de 260 km/h



Procure no Painel


Links Úteis  |  Imprensa  |  Anuncie  |  Fale Conosco  |  Versão Celular  |   Política de Privacidade

Painelglobal.com.br - Todos os direitos reservados - 2008 - 2022