Segunda-feira, 6 jun 2022 - 16h31
Por Maria Clara Machado

Quantidade de neve já é evento histórico na Austrália para esta época

A Austrália vivenciou mais um extremo climático com a invasão de uma poderosa massa de ar frio nos primeiros dias de junho, isto depois de ter registrado a maior temperatura do país e do Hemisfério Sul com 50,7°C no aeroporto de Onslow em janeiro de 2022. A meteorologia afirma que vem mais por aí com acumulado total de neve inesperado para esta época do ano.

Neve foi surpreendente na virada de maio para junho na estação de esqui Perisher, no sul da Austrália. Crédito: Divulgação facebook PerisherResort
Neve foi surpreendente na virada de maio para junho na estação de esqui Perisher, no sul da Austrália. Crédito: Divulgação facebook PerisherResort

Você também pode gostar de ouvir nossos Podcasts!

Por que nevou tanto?
A massa de ar extremamente frio, atípica para o mês de maio, invadiu o país seguindo uma frente fria e levou neve de até 30 cm para algumas áreas no começo deste mês, algo que não acontecia há mais de cinco décadas.

Assim foi a virada de maio para junho com muito frio nos termômetros e na sensação térmica anunciando precocemente o inverno australiano.

Alguns registros chamaram bastante a atenção como a temperatura de pelo menos -3°C em Nova Gales do Sul, potencializada pelos ventos frios resultando numa sensação térmica de -21°C, um valor inusitado para os padrões do país, acostumado com mínimas perto de 5°C nos dias mais frios do inverno.

Além do frio, a quantidade de neve surpreendeu e foi comemorada em estações turísticas de esqui, onde agora já está previsto o melhor começo de temporada em décadas.

Muita neve foi registrada precocemente em Novas Gales do Sul nos últimos dias. Crédito: Divulgação facebook PerisherResort
Muita neve foi registrada precocemente em Novas Gales do Sul nos últimos dias. Crédito: Divulgação facebook PerisherResort

A meteorologia está prevendo mais frentes frias e massas de ar frio com chance de neve este mês. Assim, a neve acumulada em estações poderá superar um metro, um evento histórico para este período do ano.

Os meteorologistas acreditam que o fenômeno La Niña está influenciando as alterações este ano. O La Niña é capaz de trazer maiores precipitações e massas de ar frio mais intensas para a Austrália.

No ano passado a primeira maior queda de neve em Nova Gales do Sul ocorreu em 18 de junho.

Turistas comemoram!
A neve é encontrada mais facilmente em montanhas e vales onde ficam estações de esqui e snowboard, entre junho e setembro. Além de Nova Gales do Sul, os estados da Tasmânia e Victoria, também normalmente recebem neve durante o inverno.

Em busca da neve, Perisher é um dos destinos de férias mais populares da Austrália, localizado em Novas Gales do Sul. Ontem, a neve chegou novamente a 30 cm durante a noite. A mesma quantidade foi reportada em 31 de maio na região.

Estação de esqui Perisher, em Nova Gales do Sul, dia 6 de junho. Crédito: Divulgação facebook PerisherResort
Estação de esqui Perisher, em Nova Gales do Sul, dia 6 de junho. Crédito: Divulgação facebook PerisherResort

Acesse também:

La Niña pode influenciar positivamente temporada de furacões do Pacífico Central 2022



Procure no Painel


Links Úteis  |  Imprensa  |  Anuncie  |  Fale Conosco  |  Versão Celular  |   Política de Privacidade

Painelglobal.com.br - Todos os direitos reservados - 2008 - 2022