Sexta-feira, 14 ago 2020 - 16h34
Por Maria Clara Machado

Rara formação de dois rios atmosféricos provoca muita chuva na Austrália

O fenômeno natural aconteceu simultaneamente sobre o sudoeste e nordeste da Austrália esta semana levando chuvas intensas para o país. Os chamados rios atmosféricos são grandes faixas de nuvens de milhares de quilômetros que trazem ar muito úmido dos trópicos e por isso, são capazes de despejar uma grande quantidade de chuva.

Sydney com muita umidade após ter recebido chuvas intensas esta semana. O fenômeno rio atmosférico, como chamam os meteorologistas da Austrália, trouxe muita umidade para o leste do país. Crédito: Imagem divulgada pelo twitter @rjlohan<BR>
Sydney com muita umidade após ter recebido chuvas intensas esta semana. O fenômeno rio atmosférico, como chamam os meteorologistas da Austrália, trouxe muita umidade para o leste do país. Crédito: Imagem divulgada pelo twitter @rjlohan

Dois rios atmosféricos ocorreram no céu da Austrália ao mesmo tempo sobre extremidades opostas e chamaram atenção em imagens vistas por satélites.

Embora não seja incomum a formação de rios atmosféricos sobre a Austrália, é raro o fenômeno se formar duas vezes tão perto um do outro, como foi constatado na imagem de satélite em cores naturais do último dia 10 de agosto capturada pelo satélite Suomi NPP, da NOAA-NASA.

Imagem de satélite do dia 10 de agosto mostra os dois rios atmosféricos atuando sobre a Austrália. Uma faixa de nuvens é visível entrando pelo nordeste e outra ao mesmo tempo entrando pelo oeste do país. Crédito: NOAA/NASA.
Imagem de satélite do dia 10 de agosto mostra os dois rios atmosféricos atuando sobre a Austrália. Uma faixa de nuvens é visível entrando pelo nordeste e outra ao mesmo tempo entrando pelo oeste do país. Crédito: NOAA/NASA.

Segundo o Bureau de Meteorologia, da Austrália, um grande rio atmosférico levou chuva da Papua Nova Guiné para o nordeste e leste da Austrália, enquanto outro rio atmosférico canalizou muita umidade da Ilha Christmas, no oceano Índico, em direção ao oeste e sudoeste do país.

Chuvas intensas
Com a presença dos fenômenos em ambos os lados do continente, os últimos dias foram de ventos e chuvas fortes em New South Wales (Nova Gales do Sul), em Victoria, no sul da Austrália e na Austrália Ocidental.

Famílias precisaram evacuar áreas costeiras de Nova Gales do Sul por três dias por conta das inundações registradas, mas a situação já se normalizou.

Choveu mais de 150 milímetros em menos de 24 horas na costa Nullarbor, na Austrália Ocidental, uma área que costuma receber só 24 milímetros durante o mês de agosto inteiro.

Tempestade derruba árvores em Sydney esta semana. Crédito: Imagem divulgada pelo twitter @greenneversells
Tempestade derruba árvores em Sydney esta semana. Crédito: Imagem divulgada pelo twitter @greenneversells

Fenômeno espetacular
As rajadas de vento de 70 km/h observadas no início da semana associadas às mudanças no tempo provocaram um verdadeiro espetáculo no Royal National Park, ao sul de Sydney, em Nova Gales do Sul. Os ventos fortes provocaram cachoeiras reversas resultando num fenômeno cinematográfico na última segunda-feira.

Cachoeiras reversas no Royal National Park. Fenômeno espetacular foi observado na última segunda-feira. Crédito: Imagem divulgada por 7NewsSydney
Cachoeiras reversas no Royal National Park. Fenômeno espetacular foi observado na última segunda-feira. Crédito: Imagem divulgada por 7NewsSydney



Procure no Painel


Links Úteis  |  Imprensa  |  Anuncie  |  Fale Conosco  |  Versão Celular  |   Política de Privacidade

Painelglobal.com.br - Todos os direitos reservados - 2008 - 2021