Quarta-feira, 10 mar 2021 - 13h38
Por Maria Clara Machado

Reserva de tigres queima há dez dias no estado indiano de Odisha

Os incêndios florestais em Odisha, no leste da índia, não são novidades, mas neste verão estão numa escala mais avançada e preocupante. Centenas de incêndios se propagam sobre o estado indiano com aumento de 208% no número de focos na semana passada. Pelo menos oito áreas florestais foram afetadas, entre elas o Parque Nacional Simlipal, importante reserva de tigres de Bengala e inúmeras espécies.

Incêndio florestal no Parque Nacional Simlipal, em Odisha, já dura mais de dez dias. O lugar abriga inúmeras espécies entre elas o tigre real de Bengala. Crédito: Imagem reproduzida pelo twitter.
Incêndio florestal no Parque Nacional Simlipal, em Odisha, já dura mais de dez dias. O lugar abriga inúmeras espécies entre elas o tigre real de Bengala. Crédito: Imagem reproduzida pelo twitter.

A reserva florestal de Simlipal de quase 3 mil quilômetros quadrados, localizada na parte norte de Odisha, está em chamas há treze dias e o fogo não foi controlado completamente. A área é a maior reserva de biodiversidade da Índia e abriga mais de 300 espécies de pássaros, mais de 160 espécies de borboletas, além de dezenas de espécies de orquídeas e animais, incluindo o tigre real de Bengala.

O Forest Survey of India (FSI), que conta com a ajuda de satélites para mapear os incêndios, relata que a maioria esmagadora dos eventos ocorre por ação humana, que tem como prática a queima de resíduos agrícolas nas periferias das áreas florestais e a coleta de flores Mahua para fazer licor do campo. Os aldeões se movem de um lado para o outro com tochas de fogo à noite em meio à floresta.

Além disso, as condições do tempo, com temperaturas extremamente elevadas a cada verão, acabam contribuindo para o fogo se alastrar.

Inúmeros pontos de incêndios foram detectados sobre Odisha e a Índia, no dia 7 de março, pelo satélite Terra, da Nasa. Crédito: Worldview/NASA.
Inúmeros pontos de incêndios foram detectados sobre Odisha e a Índia, no dia 7 de março, pelo satélite Terra, da Nasa. Crédito: Worldview/NASA.

De acordo com os dados do FSI, 918 incêndios foram detectados em Odisha no último domingo, dia 7, quase três vezes mais do que 3 de março, quando havia 296 focos de incêndio no estado.

O número de alertas de incêndios emitidos para o estado também teve um salto surpreendente de cerca de 10 mil para 26 mil avisos na última semana, segundo o Forest Survey of India.

Os esforços têm sido constantes na tentativa de controlar o fogo na reserva Simlipal, embora as autoridades tenham declarado no início da semana que a área central do santuário está segura.

Cerca de 100 tigres de Bengala vivem na reserva Simlipal, no estado de Odisha, na Índia. Crédito: Imagem reproduzida pelo twitter.
Cerca de 100 tigres de Bengala vivem na reserva Simlipal, no estado de Odisha, na Índia. Crédito: Imagem reproduzida pelo twitter.

Esforços na floresta Malkamgiri foram positivos
A floresta Malkamgiri, na parte do sul do estado, é outra região que sofre anualmente com dezenas de focos de incêndios. Há dois anos o número de incêndios ultrapassou 2500.

Foi então quando ações importante tentaram frear o problema. O patrulhamento por terra aumentou com máquinas mais equipadas para tentar evitar a propagação do fogo, juntamente com um trabalho de conscientização dos moradores sobre as consequências dos incêndios e ações para a queima controlada.

Medidas que neste caso surtiram efeito e conseguiram reduzir os pontos de incêndio pela metade no ano passado, de acordo com os dados do departamento.



Procure no Painel


Links Úteis  |  Imprensa  |  Anuncie  |  Fale Conosco  |  Versão Celular  |   Política de Privacidade

Painelglobal.com.br - Todos os direitos reservados - 2008 - 2021