Terça-feira, 30 mar 2021 - 17h24
Por Maria Clara Machado

Sinal verde no Canal de Suez

O tráfego no Canal de Suez está liberado depois que o megacargueiro Ever Given desencalhou na segunda-feira, após ter bloqueado a principal ligação marítima entre a Ásia e a Europa por seis dias. Apesar do sinal verde, ainda deve demorar pelo menos três dias para que a fila de espera de mais de 360 navios comece a normalizar, segundo a avaliação da agência de governo do Egito.

Imagem de satélite mostra o congestionamento de navios no Golfo de Suez no dia 27 de março. Crédito: NASA.
Imagem de satélite mostra o congestionamento de navios no Golfo de Suez no dia 27 de março. Crédito: NASA.


A cena inusitada da grande embarcação bloqueando o canal foi inédita e a estimativa inicial da empresa responsável Evergreen era de semanas para remoção do cargueiro.

Foram vários dias com dragas retirando toneladas de areia do fundo do canal e rebocadores tentando mover o grande navio, mas uma pequena ajuda da maré foi crucial para o desfecho.

Ajuda da maré
A complexidade da remoção de um cargueiro com milhares de contêiners pesando 220 mil toneladas recebeu uma importante ajuda natural.

Uma maré alta entre as luas nova e cheia subiu cerca de 46 cm acima do normal no Canal de Suez no dia 29 de março e isso teria impulsionado a flutuação e a recolocação total do navio sobre as águas.

Agulha no palheiro
Imagens de satélite adquiridas pela NASA revelam o tamanho do congestionamento antes da entrada do Canal, no Golfo de Suez. Os inúmeros pequenos traços na imagem mostram a enorme quantidade de navios na fila, ao longo da costa da Arábia Saudita. O Landsat 8, da NASA, capturou a imagem no dia 27 de março.

Imagem de satélite mostra centenas de navios ao longo da costa da Arábia Saudita, após o megacargueiro Ever Given bloquear o Canal de Suez. Crédito: NASA
Imagem de satélite mostra centenas de navios ao longo da costa da Arábia Saudita, após o megacargueiro Ever Given bloquear o Canal de Suez. Crédito: NASA

Outra imagem noturna dá a visão dos navios esperando no Golfo de Suez. As imagens comparativas mostram o tráfego normal no dia primeiro de fevereiro e depois a grande fila de navios se formando nos dias 27 e 29 respectivamente.

Nesta composição com imagens de satélite noturnas também é possível observar a grande quantidade de navios à espera da liberação do Canal de Suez. Crédito: NASA.
Nesta composição com imagens de satélite noturnas também é possível observar a grande quantidade de navios à espera da liberação do Canal de Suez. Crédito: NASA.

As informações divulgadas foram de que o navio desencalhou sem nenhum dano maior e que o fundo e o solo do Canal de Suez também não apresentaram problemas. O Canal de Suez possui 24 metros de profundidade, 193 quilômetros de extensão e 365 metros de largura.

Uma tempestade de areia e ventos de 50 km/h foram apontadas como as causas para o descontrole do cargueiro fazendo o caso atingir a areia.

As autoridades informaram que ainda 184 navios estavam na fila de esperada para atravessar o canal nesta terça-feira, dia 30.

O encalhe do meganavio de 400 metros de comprimento e 220 mil toneladas por quase uma semana gerou perdas relacionadas ao comércio marítimo na ordem de R$ 300 bilhões.

Acesse também:

Navio de 220 mil toneladas está encalhado no Canal de Suez



Procure no Painel


Links Úteis  |  Imprensa  |  Anuncie  |  Fale Conosco  |  Versão Celular  |   Política de Privacidade

Painelglobal.com.br - Todos os direitos reservados - 2008 - 2021