Terça-feira, 15 jun 2021 - 16h01
Por Maria Clara Machado

Tempestade tropical se forma na costa leste dos EUA longe da nuvem de poeira

Bill é a segunda tempestade tropical nomeada da temporada de furacões do Atlântico de 2021. O sistema meteorológico evoluiu de uma depressão tropical a centenas de quilômetros da Carolina do Norte na noite de ontem e no início desta terça-feira atuava sobre o Atlântico ao sudeste de Massachusetts.

Imagem de satélite mostra a tempestade tropical Bill sobre o Atlântico a cerca de 400 km ao sul da Nova Escócia no dia 15 de junho. Crédito: GOES-East NOAA
Imagem de satélite mostra a tempestade tropical Bill sobre o Atlântico a cerca de 400 km ao sul da Nova Escócia no dia 15 de junho. Crédito: GOES-East NOAA

Apesar de um fortalecimento rápido, Bill deve ter vida curta e já perder força durante a quarta-feira, sem atingir a categoria de um furacão, segundo as projeções do Centro Nacional de Furacões dos Estados Unidos (NHC).

De acordo com as informações do NHC, Bill produz ventos máximos sustentados de 95 km/h com rajadas mais altas na tarde desta terça-feira, dia 15.

Bill encontra-se a 675 quilômetros da pequena ilha Nantucket, Massachusetts e a 475 quilômetros ao sul-sudeste do Município Regional Halifax, Nova Escócia. Não há no momento avisos ou alertas costeiros, embora a tempestade esteja se dirigindo para Terra Nova.

Trajeto estimado para a tempestade tropical Bill. Crédito: NHC
Trajeto estimado para a tempestade tropical Bill. Crédito: NHC

Sobre as águas quentes do Atlântico podem ocorrer ondas fortes em Nantucket e a navegação e a pesca devem ser evitados na região, de acordo com a meteorologia.

Bill está longe da nuvem de poeira vinda do Saara
Uma nova nuvem de poeira vinda do Deserto do Saara atravessou o Atlântico e continua pairando sobre áreas do Caribe neste começo de semana. A nuvem também já chegou ao sul da Flórida como o previsto por modelos da NASA.

Sua presença naturalmente diminui a concentração de umidade na atmosfera, combustível essencial para a formação dos furacões e por isso, deve inibir a formação dos fenômenos na região do Caribe, em particular, por mais alguns dias.

Imagem de satélite mostra a área em marrom claro onde a nuvem de poeira está pairando, no sul do Caribe. Crédito: GOES-East NOAA
Imagem de satélite mostra a área em marrom claro onde a nuvem de poeira está pairando, no sul do Caribe. Crédito: GOES-East NOAA

Não é toa que a tempestade tropical Bill se formou bem mais acima do Caribe, longe da nuvem de poeira. Bill acabou se desenvolvendo sobre as águas quentes da costa leste dos Estados Unidos.

Outra perturbação está sendo monitorada pelo NHC nesta terça-feira e tem 40% de chance de evoluir para um novo sistema. A área de chuva desorganizada está localizada na Baía de Campeche, no Golfo do México, onde a nova nuvem de poeira não está atuando.

NHC monitora uma possível tempestade em formação na Baía de Campeche nesta terça-feira. A chance é de 40% do sistema evoluir para uma tempestade tropical. Crédito: NHC
NHC monitora uma possível tempestade em formação na Baía de Campeche nesta terça-feira. A chance é de 40% do sistema evoluir para uma tempestade tropical. Crédito: NHC

A primeira tempestade tropical da temporada de 2021 foi Ana, que se formou precocemente em 22 de maio, antes do início oficial do período para a formação dos fenômenos na região.

Acesse também:

Grande nuvem de poeira do Saara alcança o Caribe e pode chegar à Flórida



Procure no Painel


Links Úteis  |  Imprensa  |  Anuncie  |  Fale Conosco  |  Versão Celular  |   Política de Privacidade

Painelglobal.com.br - Todos os direitos reservados - 2008 - 2021