Terça-feira, 22 fev 2022 - 09h12
Por Maria Clara Machado

Tempestades severas estão varrendo o noroeste da Europa com ventos de furacão

Tempestades severas voltaram a atingir a Europa e deixaram um saldo de 16 mortos só no fim de semana. A tempestade Eunice chegou dois dias depois da formação de Dudley e os ventos fortes, semelhantes aos de um furacão categoria 3, provocaram diversos danos e deixaram vítimas e feridos em seis países. No domingo, a MetOffice nomeou Franklin, a terceira tempestade em uma semana.

Grandes ondas são flagradas na região de Maidstone, sul da Inglaterra, com passagem da tempestade Eunice no dia 18. Crédito: Foto divulga pelo twitter @StormChaserLiam
Grandes ondas são flagradas na região de Maidstone, sul da Inglaterra, com passagem da tempestade Eunice no dia 18. Crédito: Foto divulga pelo twitter @StormChaserLiam

A tempestade Franklin já provocou inundações na Irlanda do Norte, em Yorkshire e Manchester, durante esta segunda-feira, dia 21. Avisos amarelos de atenção em relação aos ventos fortes continuam em vigor em toda a parte norte do Reino Unido pelo menos até a quarta-feira, dia 23.

Franklin é a terceira tormenta a atingir o Reino Unido em uma semana e veio na sequência das tempestades Eunice e Dudley dando pouca chance das áreas atingidas se recuperarem.

Imagem de satélite do dia 21 mostra a grande faixa de nuvens datempestade Franklin chegando ao norte do Reino Unido. Crédito: Worldview/NASA
Imagem de satélite do dia 21 mostra a grande faixa de nuvens datempestade Franklin chegando ao norte do Reino Unido. Crédito: Worldview/NASA

Dudley já havia provocado caos nas estradas, serviços ferroviários e aéreos na Escócia e norte da Inglaterra em meados da semana passada. Houve inúmeras quedas de árvores e interrupção elétrica em centenas de casas na Irlanda do Norte.

Grande parte das Ilhas Britânicas sofreu com chuva forte e as rajadas de vento de até 130 km/h.

A mais severa das três, a tempestade Eunice, ganhou força rapidamente e levou o Serviço Meteorológico Britânico (Met Office) a emitir um aviso vermelho para o sul do País de Gales e o sul da Inglaterra, incluindo Londres, diante dos ventos catastróficos que estavam por vir.

O alerta no nível mais alto provocou apreensão no fim de semana, pois esta foi primeira vez que o alerta vermelho foi emitido para Londres desde que o serviço começou em 2011.

Ventos de 200 km/h e ondas de 9 metros
As rajadas de vento de Eunice atingiram picos de 196 km/h na ilha de Wight e de 140 km/h no farol de Mumbles Head. Ventos de 110 km/h foram registrados em áreas do interior, inclusive no aeroporto internacional de Heathrow, em Londres.

Árvore arrancada pela força dos ventos de Eunice no sul da Inglaterra. A tempestade provocou ventos de quase 200 km/h em áreas do Reino Unido. Crédito: Foto divulgada pelo twitter @StormChaserLiam
Árvore arrancada pela força dos ventos de Eunice no sul da Inglaterra. A tempestade provocou ventos de quase 200 km/h em áreas do Reino Unido. Crédito: Foto divulgada pelo twitter @StormChaserLiam

Áreas costeiras do oeste e sul do Reino Unido tiveram forte agitação marítima e ondas altas, enquanto a neve cobriu o centro e norte das Ilhas Britânicas.

As ondas chegaram a nove metros de altura na região Bretanha, no oeste da França e rajadas de vento de 176 km/h foram observadas no Cabo Gris-Nez, no norte do país.

A tempestade Eunice deixou quatro mortos na Holanda, quatro na Polônia, três na Inglaterra, dois na Alemanha, dois na Bélgica e um na Irlanda, somando dezesseis pessoas até o sábado, segundo balanço das autoridades. Além das vítimas e feridos, a tempestade provocou queda de energia elétrica atingindo mais de 400 mil casas no Reino Unido, 75 mil na França e mais de 1 milhão na Polônia, entre diversos danos materiais.

Eunice ganhou força rapidamente sobre a Irlanda e na última sexta-feira, dia 18, atravessava outras áreas do sul do Reino Unido com direção leste sobre o norte da França depois a Bélgica, a Dinamarca, a Alemanha e outras do noroeste europeu. Serviços de centenas de voos, trens e balsas precisaram ser cancelados.

A Polônia e a Alemanha já tinham registrado seis mortes durante a passagem da tempestade Dudley dois antes da Eunice.

A meteorologia afirma que as tempestades profundas vão continuar se desenvolvendo sobre o Atlântico Norte, embora não se espere em breve outra tempestade com o potencial de Eunice.

Relembre este evento de janeiro:

Nevascas atingem fortemente a Grécia e a Turquia e surpreendem



Procure no Painel


Links Úteis  |  Imprensa  |  Anuncie  |  Fale Conosco  |  Versão Celular  |   Política de Privacidade

Painelglobal.com.br - Todos os direitos reservados - 2008 - 2022