Segunda-feira, 26 out 2020 - 10h30
Por Maria Clara Machado

Temporada de furacões 2020 já é histórica com formação de Zeta

As previsões iniciais da NOAA de que a temporada de furacões 2020 do Atlântico seria uma das mais ativas dos últimos anos se confirmou. A formação da tempestade tropical Zeta no domingo já faz de 2020 um ano histórico, igualando o recorde no número de tempestades nomeadas em 2005.

Vista ao sul de Isla Branca e ao norte de Cancún, nesta manhã de segunda-feira. Zeta está à caminho. Crédito: Foto: Jenny Tiner. Imagem divulgada pelo twitter @jennytiner
Vista ao sul de Isla Branca e ao norte de Cancún, nesta manhã de segunda-feira. Zeta está à caminho. Crédito: Foto: Jenny Tiner. Imagem divulgada pelo twitter @jennytiner

Agora são vinte e sete tempestades tropicais já nomeadas e dez furacões nesta temporada do Atlântico. Ainda falta cerca de um mês para o término oficial da temporada, o que significa que ainda existem condições atmosféricas especiais para a formação de mais tempestades nas próximas semanas.

O Centro Nacional de Furacões dos Estados Unidos (NHC) informa que a tempestade tropical Zeta encontra-se sobre o mar do Caribe, a 285 quilômetros ao sudeste de Cozumel, em Cancún, no México na manhã desta segunda-feira, dia 26. Zeta movimenta-se rumo ao oeste seguindo diretamente para a Península de Yucatán.

Os ventos máximos sustentados são de 110 km/h com rajadas mais altas e tendência de rápido reforço podendo evoluir para um furacão na tarde de hoje.

Imagem de satélite mostra a tempestade tropical Zeta próxima a Península de Yucatán, no México. A previsão é que Zeta vire um furacão na tarde desta segunda-feira. Crédito: NOAA.
Imagem de satélite mostra a tempestade tropical Zeta próxima a Península de Yucatán, no México. A previsão é que Zeta vire um furacão na tarde desta segunda-feira. Crédito: NOAA.

Zeta vai passar por Cancún como furacão
O governo do México está com aviso de furacão ao longo da costa norte da Península de Yucatán, desde Tulum e Cozumel, Cancún, até a região de Dzilam. São as mesmas áreas afetadas há poucas semanas pelo furacão Delta.

Também há aviso de tempestade tropical entre Dzilam e Progresso, que deverão sentir o impacto de Zeta, mesmo que menor.

As projeções do NHC são de que Zeta passe como furacão pelo México durante a terça-feira e siga pelo Golfo do México rumo ao sul dos Estados Unidos.

As precipitações máximas esperadas por Zeta estão entre 200 a 300 milímetros na Península de Yucatán.

Golfo dos EUA no rumo de Zeta
Mais uma vez, uma tormenta fará a mesma trajetória avançando pela parte central do Golfo do México seguindo em direção ao sul dos Estados Unidos. A região também recebeu o furacão Delta no começo de outubro.

As áreas costeiras da Louisiana, do Mississipi e do Alabama serão impactadas por Zeta entre a quarta-feira e a quinta-feira, de acordo com a previsão do NHC.

Inicialmente, Zeta não deve chegar aos Estados Unidos na condição de furacão, pois perderá força ao se aproximar da costa norte-americana. Entretanto, os progressos de Zeta são acompanhados diariamente pelo NHC e novas estimativas ainda poderão ser atualizadas à medida que o sistema se aproxime dos Estados Unidos.

Trajeto estimado para Zeta nos próximos dias. Crédito: NHC.
Trajeto estimado para Zeta nos próximos dias. Crédito: NHC.

2020 atípico!
Além da grande quantidade de tempestades tropicais já nomeadas em 2020, nunca antes um furacão como a letra do alfabeto grego havia atingido o continente americano. Isto já aconteceu este ano com o furacão Delta ao tocar o solo da Louisiana em 10 de outubro.

Relembre as tempestades tropicais nomeadas em 2020 até agora: Arthur, Bertha, Cristobal, Dolly, Edouard, Fay, Gonzalo, Hanna (furacão), Isaias (furacão), Josephine, Kyle, Laura (furacão), Marco (furacão), Omar, Nana (furacão), Paulette (furacão), Rene, Sally (furacão), Teddy (furacão), Vicky, Beta, Wilfred, Alpha, Gamma, Delta (furacão), Epsilon (furacão) e Zeta.

Relembre as tempestades tropicais nomeadas em 20205: Arlene, Bret, Cindy (furacão), Dennis (furacão), Emily (furacão), Franklin, Gert, Harvey, Irene (furacão), Jose, Katrina (furacão), Lee, Maria (furacão), Nate (furacão), Ophelia (furacão), Philippe (furacão), Rita (furacão), Stan (furacão), Tammy, Vince (furacão), Wilma (furacão), Alpha, Beta (furacão), Gamma, Delta, Epsilon (furacão) e Zeta.

Acesse também:

Furacão Delta toca o solo mexicano provocando estragos e inundações

Furacão Delta provoca mais destruição e tornados no sul dos EUA

Marinha do Brasil emite aviso especial sobre tempestade subtropical Mani



Procure no Painel


Links Úteis  |  Imprensa  |  Anuncie  |  Fale Conosco  |  Versão Celular  |   Política de Privacidade

Painelglobal.com.br - Todos os direitos reservados - 2008 - 2021