Quarta-feira, 10 fev 2021 - 15h16
Por Maria Clara Machado

Vários centímetros de neve sobre vulcões do Havaí

Quem imagina que o Havaí tem apenas metros de ondas monstruosas está enganado. Todos os anos uma camada considerável de neve pode ser observada sobre vulcões da região. Neste inverno, a neve está generosa e já são vários centímetros registrados sobre os montes Mauna Kea e o Mauna Loa.

Área do cume do Mauna Kea transformada pela neve nas últimas semanas. Crédito: Imagem divulgada pelo twitter @theWeatherboy<BR>
Área do cume do Mauna Kea transformada pela neve nas últimas semanas. Crédito: Imagem divulgada pelo twitter @theWeatherboy

Imagens de satélite capturadas no Lansat8, da NASA, no último fim de semana, revelaram em cores naturais a neve abundante nos dois vulcões adormecidos e mais altos na Ilha Grande (Big Island) no Havaí. Os picos estão a aproximadamente 4200 metros acima do nível do mar e são os pontos mais altos do arquipélago.

Mauna Kea e Mauna Loa receberam um manto de neve nas últimas três semanas e que persiste. Um pouco de neve também foi observada sobre o vulcão Haleakala, este com 3 mil metros de altitude, na ilha de Maui. Desde 18 de janeiro de 2021 a neve já caiu três vezes sobre o Havaí e os eventos resultaram na maior quantidade de neve acumulada dos últimos sete anos.

Imagem de satélite em cor natural mostra a neve acumulada sobre os vulcões Mauna Kea e Mauna Loa no dia 6 de fevereiro. Crédito: NASA
Imagem de satélite em cor natural mostra a neve acumulada sobre os vulcões Mauna Kea e Mauna Loa no dia 6 de fevereiro. Crédito: NASA

Eventos sazonais como estes são chamados pela meteorologia americana de Kona low, formadas no inverno e associadas a ventos de oeste. São sistemas de baixa pressão com o núcleo frio que chegam ao Havaí e transformam chuva em neve conforme encontram as altitudes elevadas.

O gráfico mostra o índice NDSI que avalia a quantidade de neve numa determinada área, no caso sobre os vulcões Mauna Kea e Mauna Loa durante a primeira semana de fevereiro desde o ano 2000. É possível observar que o acúmulo de neve este ano é o maior desde 2014.
O gráfico mostra o índice NDSI que avalia a quantidade de neve numa determinada área, no caso sobre os vulcões Mauna Kea e Mauna Loa durante a primeira semana de fevereiro desde o ano 2000. É possível observar que o acúmulo de neve este ano é o maior desde 2014.

Aventura gelada no Havaí
Havaianos largaram os bodyboards para se arriscarem áreas do cume do Mauna Kea nas últimas semanas.

Visitantes se arriscaram no snowboard na área do cume do Mauna Kea nos últimos dias. Crédito: Imagem divulgada pelo twitter @theWeatherboy<BR>
Visitantes se arriscaram no snowboard na área do cume do Mauna Kea nos últimos dias. Crédito: Imagem divulgada pelo twitter @theWeatherboy

Alguns incidentes aconteceram por conta das condições perigosas na estrada de 13 quilômetros de acesso ao cume, à alta altitude e clima extremo.

Os cuidados para visitação precisam ser redobrados, pois o serviço de emergência está a duas horas da região. Apenas alguns veículos de tração nas 4 rodas são permitidos fora da Estação de Visitantes, assim como uma série de recomendações para ter acesso à região.

Alguns incidentes sem vítimas foram registrados na estrada que dá acesso ao vulcão Mauna Kea devido às condições perigosas por conta do clima. Crédito: Imagem divulgada pelo twitter @maunakeaobs e @UHawaííNews
Alguns incidentes sem vítimas foram registrados na estrada que dá acesso ao vulcão Mauna Kea devido às condições perigosas por conta do clima. Crédito: Imagem divulgada pelo twitter @maunakeaobs e @UHawaííNews

Os Estados Unidos estão enfrentando nevascas rigorosas neste inverno. A última tempestade atingiu grande parte do leste e nordeste norte-americano e paralisou diversos estados, incluindo Nova Iorque, por alguns dias.



Procure no Painel


Links Úteis  |  Imprensa  |  Anuncie  |  Fale Conosco  |  Versão Celular  |   Política de Privacidade

Painelglobal.com.br - Todos os direitos reservados - 2008 - 2021