Segunda-feira, 6 dez 2021 - 11h06
Por Maria Clara Machado

Vulcão Semeru entra em nova erupção e suspende resgates nesta segunda-feira

O vulcão Semeru, em Java Oriental, na Indonésia, permanece em alerta nível II, após ter entrado em forte erupção no último sábado. As buscas por mais sobreviventes nas regiões atingidas precisaram ser suspensas temporariamente. As condições do tempo não estão contribuindo com a ocorrência de fortes chuvas, além disso, o vulcão teve nova atividade nesta segunda-feira.

Destruição no distrito de Lumajnag, em Java Oriental, após a forte erupção do vulcão Semeru no dia 4 de dezembro. Crédito: Imagem divulgada pelo twiteer @radio580nic
Destruição no distrito de Lumajnag, em Java Oriental, após a forte erupção do vulcão Semeru no dia 4 de dezembro. Crédito: Imagem divulgada pelo twiteer @radio580nic

Cruz Vermelha na Indonésia
Mais de cem voluntários da Cruz Vermelha, na Indonésia, reúnem esforços no resgate aos sobreviventes e fornecem ajuda humanitária aos moradores de Java Oriental, que tiveram as casas completamente soterradas pelas cinzas vulcânicas e fluxos de lama.

Voluntários da Cruz Vermelha estão levando suprimentos e água potável às centenas de famílias que perderam as casas na erupção do Monte Semeru. Crédito: Divulgação Indonesia Red Cross/@IFRCAsiaPacif
Voluntários da Cruz Vermelha estão levando suprimentos e água potável às centenas de famílias que perderam as casas na erupção do Monte Semeru. Crédito: Divulgação Indonesia Red Cross/@IFRCAsiaPacif

As equipes têm fornecido assistência médica, refeições prontas, lonas para abrigos e abastecimento de água potável através de caminhões-pipa às centenas de famílias atingidas pela erupção do Semeru.

Também foram enviadas mais de 65 mil máscaras cirúrgicas para reduzir os impactos das cinzas vulcânicas e da poeira que cobre pelo menos 11 vilarejos da região, ao mesmo tempo, que mantém a população protegida do coronavírus.

Cenário desolador
O cenário é desolador e a devastação extensa. São grandes áreas, com casas, veículos, ruas inteiras cobertas pela enorme quantidade de cinzas e lama.

Autoridades informaram que as buscas aos desaparecidos precisaram ser interrompidas por precaução e devem retornar assim que houver condições mais seguras para os trabalhos de resgate.

A destruição foi generalizada por onze vilarejos em Java Oriental. Crédito: Imagem divulgada pelo twitter @sirajnoorani
A destruição foi generalizada por onze vilarejos em Java Oriental. Crédito: Imagem divulgada pelo twitter @sirajnoorani

Cinzas e muita lama cobrem vilarejos de Java Oriental. Crédito: Imagem divulgada pelo twitter @sirajnoorani
Cinzas e muita lama cobrem vilarejos de Java Oriental. Crédito: Imagem divulgada pelo twitter @sirajnoorani

As nuvens densas de gases e cinzas continuam emergindo do Monte Semeru e as autoridades limitaram a aproximação da cratera num raio de cinco quilômetros.

Os detritos vulcânicos lançados no sábado começam a endurecer o que pode dificultar ainda mais às buscas por sobreviventes sob a lama.

Segundo a agência geológica da Indonésia, as cinzas do vulcão Semeru alcançaram quatro quilômetros de distância no sábado.

Até agora o balanço oficial fala em 14 vítimas fatais, mas não se sabe ao certo o número de desaparecidos. Mais de 50 pessoas estão hospitalizadas, a maioria com queimaduras.

Confira aqui últimos Relatórios Vulcânicos de vulcões em atividade ao redor do globo!

Alerta nível II
Os dados de monitoramento da atividade vulcânica do Monte Semeru indicam que colunas de cinzas atingiram de forma irregular uma altura máxima de 300 a 600 metros do topo da cratera em novembro.

O aumento da avalanche de nuvem quente e de lava começou a ser observado a partir de primeiro de dezembro culminando na forte erupção do dia 4, quando nuvens quentes foram observadas a uma distância de quatro quilômetros do pico.

Foram observados terremotos de superfície durante todo o mês de novembro chegando a uma média de 50 eventos por dia. A atividade deste começo de dezembro foi considerada de superfície, ou erupção secundária.

A ameaça atual da erupção do Monte Semeru está no lançamento de rochas incandescentes ao redor do pico, enquanto a ejeção de cinzas pode se espalhar mais dependendo da direção e velocidade do vento na região.

Com as chuvas, também há risco de ocorrerem lahars ao longo do rio próximo à área da cratera.

As observações do Monte Semeru mantêm, portanto, o vulcão em alerta nível II para novas atividades vulcânicas pelo Centro de Vulcanologia e Mitigação de Riscos Geológicos da Indonésia (VSI).

Acesse também:

Erupção do vulcão Semeru deixa 14 vítimas fatais e desaparecidos na Indonésia

Erupção do Cumbre Vieja passa de 70 dias em La Palma

Relembre aqui eventos sísmicos que marcaram o ano no podcast Maiores terremotos de 2021



Procure no Painel


Links Úteis  |  Imprensa  |  Anuncie  |  Fale Conosco  |  Versão Celular  |   Política de Privacidade

Painelglobal.com.br - Todos os direitos reservados - 2008 - 2022