Quinta-feira, 29 out 2020 - 11h27
Por Maria Clara Machado

Zeta sobrevive como tempestade tropical no interior dos EUA

Depois de avançar pela Louisiana como furacão categoria 2, Zeta foi rebaixado para tempestade tropical. A tormenta deixou uma vítima fatal e feridos e continua sobre o interior dos Estados Unidos mantendo diversas áreas em alerta. Mais quatro estados norte-americanos estão na rota de Zeta.

Danos em Nova Orleans após a passagem do furacão Zeta na quarta-feira. Crédito: Imagem divulgada pelo twitter @6puma
Danos em Nova Orleans após a passagem do furacão Zeta na quarta-feira. Crédito: Imagem divulgada pelo twitter @6puma


Alertas em vigor
Zeta voltou a ser rebaixado para uma tempestade tropical sobre o centro do Alabama nas primeiras horas desta quinta-feira, dia 29. Mesmo enfraquecida, a tormenta continua produzindo ventos com potencial destruidor sobre o sudeste norte-americano.

O Centro Nacional de Furacões dos Estados Unidos (NHC) informa que o centro de Zeta está a 80 quilômetros ao oeste de Asheville, na Carolina do Norte, com ventos máximos sustentados de 95 km/h. As nuvens da tormenta avançam rapidamente, a uma velocidade de 63 km/h, em direção ao leste dos Estados Unidos.

O NHC prevê que, neste trajeto, Zeta ainda passará por cima da Carolina do Norte, da Virginia, de Delaware e de Nova Jersey e deve se dissipar posteriormente no Oceano Atlântico durante a sexta-feira.

Especialmente os ventos poderão ser prejudiciais em áreas do norte da Geórgia, das Carolinas e da Virginia com eventos de chuvas fortes e possíveis inundações isoladas. Há também alerta para possíveis tornados hoje na Carolina do Sul, Carolina do Norte e sul da Virgínia.

Força dos ventos estimados de Zeta sobre o interior dos Estados Unidos nos próximos dias. Crédito: NHC.
Força dos ventos estimados de Zeta sobre o interior dos Estados Unidos nos próximos dias. Crédito: NHC.

Zeta atingiu a Louisiana como furacão categoria 2
O furacão Zeta atingiu a costa da Louisiana tocando o solo pelo vilarejo pesqueiro de Cocodrie ontem à tarde com ventos destruidores acima de 160 km/h e tempestades por várias horas. Zeta percorreu o solo de Nova Orleans em direção ao Mississipi e ao Alabama.

Estragos provocados em Nova Orleans com a passagem do furacão Zeta na quarta-feira. Crédito: Imagem divulgada pelo twitter @6puma
Estragos provocados em Nova Orleans com a passagem do furacão Zeta na quarta-feira. Crédito: Imagem divulgada pelo twitter @6puma

A quinta-feira amanheceu com quase dois milhões de clientes sem energia elétrica nos estados da Louisiana, Mississipi, Alabama e Geórgia, no sul dos Estados Unidos. O estado da Geórgia é o mais impactado com as interrupções, segundo informações divulgadas pela imprensa internacional.

Pelo menos um homem morreu atingido por uma linha de alta tensão na Louisiana e as autoridades reforçam que o perigo à vida continua durante esta quinta-feira fazendo um apelo para que os moradores permaneçam em casa. Diversas estradas foram inundadas perto da costa, telhados e placas de bares e restaurantes foram arrancados com a força dos ventos, além de centenas de árvores derrubadas.

Potente furacão
Zeta é a vigésima sétima tempestade tropical da temporada do Atlântico 2020 e antes de chegar aos Estados Unidos atingiu a Península de Yucatán na noite da última segunda-feira. Zeta tocou o solo mexicano como furacão categoria 1 e foi rebaixado para tempestade tropical, mas ao atravessar Yucatán e avançar sobre as águas quentes do Golfo do México, ganhou um reforço transformando-se novamente em furacão durante esta quarta-feira, quando então atingiu o sul dos Estados Unidos. Na condição de furacão, Zeta já é o décimo primeiro da temporada deste ano.

Imagem de satélite mostra o furacão Zeta se aproximando da costa sul dos Estados Unidos em 28 de outubro. Crédito: NASA/EarthObservatory
Imagem de satélite mostra o furacão Zeta se aproximando da costa sul dos Estados Unidos em 28 de outubro. Crédito: NASA/EarthObservatory

O estado da Louisiana já recebeu cinco sistemas este ano: as tempestades tropicais Cristobal e Marco e os furacões Laura, Delta e Zeta.

Acesse também:

Temporada de furacões 2020 já é histórica com formação de Zeta



Procure no Painel


Links Úteis  |  Imprensa  |  Anuncie  |  Fale Conosco  |  Versão Celular  |   Política de Privacidade

Painelglobal.com.br - Todos os direitos reservados - 2008 - 2021