Anônimo    - em 01/08 - 15h02   
Boa Tarde à todos.Aqui em Anápolis Goias o tempo continua quente: 30°C, Sol, Vento: NO a 23 km/h e Umidade: 31%.Boa semana à todos.

Anônimo - comentou em 01/08 - 16h48
Boa Tarde Rogério,obrigado eu ainda não tinha lido essa matéria,pelo jeito, o programa espacial chinês está melhor que o nosso.
Administrador São Paulo-SP comentou em 01/08 - 16h11
Olá! Aqui temos informações: [Ver site] ou aqui: [Ver site]
Anônimo - comentou em 01/08 - 15h41
corrigindo "china que ir ao contrario"
Anônimo - comentou em 01/08 - 15h39
Segundo o site folha.com a China quer lançar uma mini-estação espacial até fim deste ano.Confiram abaixo um resumo da noticia:

Enquanto os Estados Unidos, Rússia e boa parte dos países ricos uniram esforços para criar a ISS, a China que irão contrário.O país está decidido a ter uma “mini-estação” só sua em órbita. O objetivo é ter uma estação espacial completa até 2022. Enquanto isso, no entanto, o país deverá lançar cápsulas menores para testar os sistemas e as tecnologias que serão utilizadas. O lançamento de um módulo científico até o fim deste ano é o primeiro passo do projeto, batizado com o nome de Tiangong-1, ("Palácio Celestial", em chinês), ele funcionará como uma miniestação espacial e passará dois anos em órbita. Com cerca de 8,5 toneladas, o módulo deverá ser visitado primeiramente por uma nave não tripulada (Shenzhou-8).No ano que vem, uma nave levando três taikonautas também deverá se acoplar ao módulo, que conta com um pequeno laboratório de experimentos. Até 2015, outros dois módulos muito parecidos deverão ser lançados. O último deles, Tiangong-3, terá capacidade para abrigar três taikonautas por até 40 dias. Após os módulos Tiangong, a China espera lançar entre 2020 e 2022 sua estação espacial completa.De acordo com a Xinhua, a agência de notícias estatal chinesa, a nave será composta de um módulo principal e de dois anexos, projetados para receber diferentes tipos de experimentos científicos. No entanto, mesmo com três módulos e aproximadamente 60 toneladas, a nova estação será pequena perto da ISS, de 471 toneladas. Até a já aposentada estação russa Mir era maior do que o projeto chinês (130 toneladas).Na imagem representação de como seria essa estação.














Painelglobal.com.br - Todos os direitos reservados - 2008 - 2021
Política de Privacidade