Anônimo    Vitória - ES em 25/12 - 18h05   
Olá. Sobre a fuligem que cai na região da cidade do Rio, só um exame p/ afirmar exatamente a sua origem(ou descobrirem o foco). Agora, as imagens de satelite, mostram que daquela pluma de cinzas/SO2 que estava próxima da costa [Ver site] uma pequena parte ficou "estacionada" até essa manhã bem nas proximidades da região metropolitana do RJ. E durante o dia foi recuando na direção sul. Na imagem,o instrumento OIM da NASA ainda identificava colunas de dióxido de enxonfre nesta tarde, entre o RJ e SP.

Anônimo São Paulo-SP comentou em 25/12 - 22h13
A Secretaria Municipal do Meio-Ambiente suspeita que a fuligem seja proveniente de alguma queimada ocorrida fora do município do Rio de Janeiro. Resumindo: não tem a mínima ideia e nem competência para dizer do que se trata e se soubesse e fosse algo com o que a população devesse se preocupar também não diria.
Anônimo Vitória-ES comentou em 25/12 - 22h05
Metsul também cita a hipótese da fuligem ser cinzas do vulcão.
Anônimo Lisboa-XX comentou em 25/12 - 21h05
Olá pessoal, boa noite! Agora a noite fui pegar meu carro na rua e notei no vidro do carro pequenas fuligens cinzas, parei para observar e vi as mesmas caindo, bem pouco, mas foi possível ver. Poderia ser as mesmas do vulcão?
Administrador São Paulo-SP comentou em 25/12 - 19h18
As imagens do satélite METEOSAT e os dados do instrumento GOME não deixam dúvidas de que as cinzas vulcânicas chegaram à costa do Sudeste. No Apolo11 fizemos um artigo usando os mesmos dados do Everton, especialmente o "SO2 Vertical Column" que identificam justamente a plume de dióxido de enxofre.
Anônimo Araranguá-SC comentou em 25/12 - 19h08
me lembro daquele dia deu uma chuva no almoço e na tarde estava tudo branco de cinzas carros gramas foi muito doido kkkk tenho foto daquele dia
Anônimo São Paulo-SP comentou em 25/12 - 18h17
Everton, confio mais em suas observações amadoras que nas oficiais. Vamos ver que cara tem essa informação oficial.
Anônimo Vitória-ES comentou em 25/12 - 18h07
Na matéria do O Globo, [Ver site] um meteorlogista do INPE diz não ser possivel cinzas do vulcão chegarem ao sudeste sem deixarem rastro no sul. Pelas imagens de satelites dos ultimos dias, vimos que a coluna de cinzas, foi para o oceano Atlântico e depois foi empurrada pelos ventos na direção do sudeste. Quem sou eu para discordar dele, mas não é impossivel.Lembrando que minhas observaçãoes são "amadoras". Então vamos esperar pela informação oficial.













Painelglobal.com.br - Todos os direitos reservados - 2008 - 2021
Política de Privacidade