Anônimo    macapá - AP em 28/03 - 12h36   
Tragédia em Santana Amapá, possível fenda se abre no RIO AMAZONAS, provocando o deslocamento de grande volume de água, deixando sete desaparecidos, embarcações foram movidas, um dos navios ficou inclinado e o píer da empresa Anglo América cede devido a força das águas naufragando guindaste e outros veículos de grande porte usados em mineração. A contaminação das águas é um fato, pois toda a área é objeto de resíduos altamente prejudiciais, moradores relatam que houve um redemoinho e recuo das águas antecedendo o pequeno tsunami.

Administrador São Paulo-SP comentou em 29/03 - 18h31
Bem, eu vejo da seguinte maneira: Não há qualquer evidência concreta de que o desabamento ocorreu devido à forças da natureza, em especial alguma onda. Acredito muito mais em um problema estrutural causado por excesso de peso. Na minha opinião não teve onda nenhuma.
Anônimo São Paulo-SP comentou em 28/03 - 21h57
Núbia, dê uma olhada no vídeo que postei acima. Veja se não é parecido. Não foi o terreno sobre onde estava o píer que deslizou inteiro?
Anônimo macapá-AP comentou em 28/03 - 21h47
Astroman, os homens do poder são mercenários não estão interessados no bem da natureza nem dos amazônidas, quer seja do Brasil ou dos países vizinhos, não acredite nem quando falam em desenvolvimento sustentável que mantém na escravidão os extrativistas. Lembro ainda sobre a questão das águas revoltas, que nossa região está localiza-se na linha do equador onde as águas inflam no caso de aumento dos oceanos, gostaria de saber se há algo sobre o tema ou alguma alteração?
Anônimo macapá-AP comentou em 28/03 - 21h36
Oi Rogério, vou buscar mais informações e repasso aqui. Realmente se o fenômeno já ocorreu outras vezes coloca em xeque o argumento de que o desabamento do píer é a causa do tsunami, no entanto o desabamento implica responsabilidade da empresa ANGLO por conta do desastre ecológico provocado pelos resíduos tóxicos lançados no Amazonas.
Anônimo São Paulo-SP comentou em 28/03 - 21h26
Núbia, lembrei imediatamente do que havia relatado anteriormente sobre a salinização do Rio Araguari. Para piorar a situação da Amazônia (mas que nada tem a ver com essa região, creio eu) o Equador quer leiloar parte da floresta para companhias petrolíferas chinesas. O pessoal está realmente caprichando no desmantelamento do planeta.
Administrador São Paulo-SP comentou em 28/03 - 19h42
Olá Nubia, pode falar um pouco mais sobre o fenômeno de 15 anos atrás? Tem fotos ou artigos sobre o evento? Obrigado!
Anônimo macapá-AP comentou em 28/03 - 19h08
Vale resaltar que fenômeno equivalente ocorreu a quinze anos atrás, falaram aqui também em acomodação do solo, no entanto ainda não há um estudo geológico para dirimir as dúvidas, já relatei aqui neste espaço que está ocorrendo uma provável alteração no volume das águas do Rio Amazonas, em Belém-PA também as águas tem se elevado causando inundações que dantes não ocorria, consideram a possibilidade da intervenção humana decorrente da construção da usina hidroelétrica de Belo Monte, nada oficial. No Amapá ocorreu ano passado salinização no rio Araguari e nem um órgão forneceu maiores explicações, sentimos também em 2012 as variações no ritmo das marés que avançaram cidade adentro fato este ocorrido pela primeira vez na orla da cidade de Macapá, segundo relato de moradores antigos. Realmente algo muito estranho está ocorrendo na região Amazônica e sua imensidão de água doce não está tranquila. Núbia Perets, Macapá AP.
Administrador São Paulo-SP comentou em 28/03 - 18h32
Palavras do major Roberto Neri, do Corpo de Bombeiros: "Não sabemos ainda se a onda teria causado o acidente ou se foi justamente a queda da estrutura que provocou a onda".

Como não teve nenhum fenômeno natural que pudesse provocar uma onda gigante, tudo leva a crer que foi a queda da estrutura que provocou a onda. A natureza não deve ter a ver com isso.

Anônimo São Paulo-SP comentou em 28/03 - 18h30
Falha do solo talvez.
Anônimo Cataguases-MG comentou em 28/03 - 17h36
muito estranho .....

pelo os dados obtidos ate o momento ....não vejo como relacionar isso a um fenômeno natural....

intrigante...

tambem acredito ...como disse o ADM ..

"falha em alguma estrutura do porto"

Anônimo Salto-SP comentou em 28/03 - 16h12
vídeo do Jornal Hoje.Até os funcionários da empresa não sabem informar corretamente. [Ver site]
Administrador São Paulo-SP comentou em 28/03 - 16h11
Segundo a mineradora "informações iniciais atribuem o acidente a uma massa de água anormalmente grande que se moveu pelo braço do rio pois outros portos localizados na região também foram afetados".
Administrador São Paulo-SP comentou em 28/03 - 16h05
Sim, está bastante estranho, pois se foi um fenômeno natural como disse a mineradora, tem que ter sido algo muito forte e não iria passar batido. Estou acreditando em falha em alguma estrutura do porto. Estão faltando dados.
Anônimo Juiz de Fora-MG comentou em 28/03 - 15h37
Foi notícia no Jornal Hoje [Ver site]
Anônimo Cataguases-MG comentou em 28/03 - 15h05
muito confusas as informações mesmo ....fiz uma breve pesquisa...não encontrando muitas onformações não ...vamos ver no decorrer do resto do dia ! .....esperando + informações !

curioso o fato da "fenda" ....se de fato ocorreu !

Administrador São Paulo-SP comentou em 28/03 - 13h02
Ao que parece, foi o desabamento de uma mineradora, ocorrido a 20 km de Macapá, na região portuária de Santana.

As informações são bem confusas e segundo os Bombeiros, caminhões, guindastes e pessoas caíram no Rio Amazonas. Isso aconteceu às 00h30.

De acordo com a mineradora Anglo American Brasil, o acidente ocorreu depois que uma onda gigante varreu toda a orla.














Painelglobal.com.br - Todos os direitos reservados - 2008 - 2020
Política de Privacidade