Anônimo    São Paulo - SP em 28/03 - 21h30   
Notícia sobre grande deslizamento em Whidbey Island, Washington. Um pedaço da ilha deslizou para o mar.

Anônimo Araçatuba-XX comentou em 29/03 - 16h56
Olá Astroman,

Desculpa minha ignorância: o que é FB?

O seu email eu já reservei nos meus contatos.

abraços

M. Ianner

Anônimo São Paulo-SP comentou em 29/03 - 16h12
Mais deslizamento de grandes massas: no Tibet, 83 mineiros ficaram soterrados. 2.6 milhões de metros cúbicos de lama, detritos e rochas deslizaram sobre a área da mina. Está sendo reportado como "desastre natural" embora sem maiores especificações. fonte: TheGuardian

Em nota, a Anglo American diz que parte do terreno onde se localiza o píer flutuante cedeu provocando uma enchente que afundou embarcações. O Corpo de Bombeiros ainda não sabe dizer se uma massa de água "anormalmente grande" é que teria provocado o acidente ou se foi consequência do deslizamento. Fonte: YahooNotícias

O deslizamento nos EUA foi num volume de terra suficiente para encher o campo de futebol com 30 metros de altura. Geologistas dizem se tratar de uma área maior de deslizamentos com aproximadamente 11.000 anos (não ficou muito claro para mim essa parte mas entendo que a área onde ocorreu o deslizamento deve ter sido formada por outros deslizamentos há cerca de 11.000 anos). Fonte: seattletimes.com

Anônimo Vitória-ES comentou em 29/03 - 14h48
Olá núbia! Vc perguntou se era coincidência os dois eventos. Coincidência sim. Um deslizamento de terra lá nos EUA e um evento aqui no Brasil ainda não explicado (a queda da estrutura do porto). Sem ligação nenhuma. Agora, é possível que tenham ocorrido por motivos parecidos, possivelmente o desmoronamento do solo instável por conta do peso. Fora isso, o evento aqui no Brasil ocorreu independente do que ocorreu nos EUA.
Anônimo macapá-AP comentou em 29/03 - 00h49
Everton pode existir outras possibilidades ainda que remotas, nós não conhecemos o mapa interno da terra, poucos dias atrás uma notícia sobre magma em uma profundidade que não se considerava possível na Placa Cocos, surpreendeu geólogos e oceanógrafos e em virtude dessa descoberta acreditam que será possível entender melhor a ocorrência dos sismos. Assim como percebemos as veias da terra superficial (no caso os rios), pode ter também veias internas que façam ligações subterrâneas até então não detectadas. A ciência esbarra no princípio da incerteza.
Anônimo São Paulo-SP comentou em 29/03 - 00h35
Coloquei o vídeo como uma possível ilustração do que pode ter acontecido no Amapá, já que não há cenas do momento do acidente. Os eventos PODEM(lembrando que PODEM indica uma possibilidade e não uma afirmativa) ter natureza SEMELHANTE(lembrando que semelhante não é igual).
Anônimo macapá-AP comentou em 29/03 - 00h31
Então me add Astromen, Nubia Perets.
Anônimo São Paulo-SP comentou em 29/03 - 00h22
O Everton já deu o ponto de vista dele, Núbia. O meu e o que você pensa, a gente pode discutir pelo FB ou por e-mail. Estão no meu perfil.
Anônimo Vitória-ES comentou em 28/03 - 23h50
Nubia, pura coincidência, sem nenhuma relação entre os eventos!
Anônimo macapá-AP comentou em 28/03 - 23h09
Acabei de assistir no telejornal, Astroman será pura coincidência? Ou há algo realmente preocupante?
Anônimo macapá-AP comentou em 28/03 - 22h56
Sim, assemelha-se. No caso do vídeo, qual o motivo? Quando ocorreu? Aqui além das águas visíveis ainda existe um rio subterrâneo a pouco descoberto denominada rio Ranza com vazão maior que do Amazonas. Nota zero no meu inglês.
Sel São Paulo-SP comentou em 28/03 - 22h22
Esta funcionando o link sim, Astroman! Abçs!
Anônimo São Paulo-SP comentou em 28/03 - 21h55
Ué! Pra mim só aparece a telinha com 3 pontinhos e não aparece a cara do vídeo. Mas clicando em cima o vídeo toca.













Painelglobal.com.br - Todos os direitos reservados - 2008 - 2020
Política de Privacidade